ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  30    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

MS passa uma semana nos piores lugares no ranking da taxa de isolamento

A Capital, que chegou a ter 70% dos habitantes em isolamento, desde 30 de março, tem metade das pessoas na rua

Por Anahi Zurutuza | 09/04/2020 19:04
Movimento nas ruas da Capital só cresce (Foto: Kísie Ainoã)
Movimento nas ruas da Capital só cresce (Foto: Kísie Ainoã)

Desde o dia 2 de abril, Mato Grosso do Sul ocupa os piores lugares no ranking da taxa de isolamento social nos estados. Enquanto a taxa média no Brasil é de 53,30%, Mato Grosso do Sul continua entre os estados que menos tem atendido ao pedido incessante para que as pessoas não saiam de casa.

Por pelo menos duas vezes, Estado ficou com o 2º pior desempenho, na segunda-feira (6), só 48,2% da população obedeceu ao confinamento e anteontem, quando 41,75% estava reclusa. Nas duas vezes, Mato Grosso do Sul ficou atrás do Tocantins. Também ontem, mais de 50% das pessoas estava nas ruas.

Campo Grande – A Capital, que chegou a ter 70% dos habitantes em isolamento, desde 30 de março, tem metade das pessoas na rua, com exceção do domingo passado (5), quando 58,5% ficou em casa. Veja:

Gráfico mostra como se comportou o isolamento social em Campo Grande nos últimos dias (Foto: In Loco/Reprodução)
Gráfico mostra como se comportou o isolamento social em Campo Grande nos últimos dias (Foto: In Loco/Reprodução)

Preocupante - A base de dados da In Loco, que usa como referência 60 milhões de telefones celulares existentes no País, é usada pelo Governo de Mato Grosso do Sul para estudar o comportamento da população e como isso tem refletido no aumento dos casos confirmados.

Segundo a administração estadual, o aumento da reclusão no fim do mês de março evitou infecções e internações. Porém a queda do isolamento nos últimos dias pode mudar o cenário nas próximas semanas.