ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, QUINTA  02    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Neto de Zahran confirma coronavírus em SP e causa onda de boatos em MS

Ueze Zahran Stamatis, neto do empresário falecido Ueze Zahran, teve diagnóstico confirmado, mas não esteve em MS recentemente

Por Silvia Frias | 13/03/2020 09:42
Publicação no Instagram foi o estopim para boatos de que ele esteve em Campo Grande (Foto/Reprodução)
Publicação no Instagram foi o estopim para boatos de que ele esteve em Campo Grande (Foto/Reprodução)

A confirmação de coronavírus do estudante Ueze Zahran Stamtis, 27 anos, neto do empresário Ueze Zahran, causou uma onda de boatos em Campo Grande.  Várias pessoas divulgaram que o rapaz esteve em uma boate na cidade e isso poderia ter espalhado o vírus.

Ontem à tarde, Ueze postou no Instagram a confirmação de que estava com coronavírus e pediu para que as pessoas que tiveram contato com ele fizessem exames. Logo, as pessoas começaram a rastrear os passos dele e chegaram até a namorada, uma acadêmica de Medicina Veterinária que mora em Campo Grande e, depois de voltar do Rio de Janeiro, onde encontrou Ueze, foi a uma casa noturna na Capital.

Namorada postou nas redes sociais que não foi diagnosticada com a doença (Foto/Reprodução)
Namorada postou nas redes sociais que não foi diagnosticada com a doença (Foto/Reprodução)

“Minha namorada não está com coronavírus, pedi para ela fazer exame, deu negativo”, disse Ueze em publicações no Instagram. A jovem também fez postagem dizendo que não foi diagnosticada e que tomou as devidas providências. Na faculdade onde cursava Medicina Veterinária, vários acadêmicos ficaram com receio, mas a informação é que ela trancou o curso e, por isso, não chegou a frequentar as aulas este ano.

Ueze soube do diagnóstico ontem, às 18h11 (horário de Brasília), depois de fazer exame no Hospital Albert Eisten. O rapaz mora em São Paulo e estuda na Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Na última semana, esteve no Rio de Janeiro com a namorada e amigos. “Ninguém que estava comigo no Rio está com sintoma”, disse. Há semanas, não visita Mato Grosso do Sul, segundo apurou a reportagem.

“Muita gente me perguntou onde eu contraí a doença, eu não sei, não viajei para fora”, disse. “Estava no Brasil e peguei isso aí”, afirma.

“Estou cansado, parece que dá uma derrubada na gente; é sintoma de gripe normal, não tem tosse, não tem catarro, não tive dor de garganta. Tive dor de cabeça, dor atrás dos olhos”.

O rapaz lamentou que o diagnóstico da doença foi no mesmo dia do aniversário da mãe. “Não tem o que fazer, é ficar de repouso. Aniversário dela foi ontem (referência ao dia 12) e eu estava no Eistein fazendo exames para coronavírus”. E completa: "Parabéns, mãe!".

( Matéria editada às 14h29 para correção de informação)

 

Resultado de exame de Ueze, feito em SP (Foto/Reprodução)
Resultado de exame de Ueze, feito em SP (Foto/Reprodução)