ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  20    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Óbitos diários caem de 17 para 12 e MS tem a menor taxa de mortes de setembro

Média semanal que chegou a ser de 17 neste mês, hoje está em 12 óbitos ao dia

Por Ângela Kempfer | 22/09/2020 11:14
Profissional mede temperatura em blitz da covid nos bairros. (Foto: Henrique Kawaminami)
Profissional mede temperatura em blitz da covid nos bairros. (Foto: Henrique Kawaminami)

Mato Grosso do Sul registrou desde terça-feira passada 12,14 óbitos em média por dia em decorrência da covid-19. É o menor número desde 1º de setembro, com uma queda significativa em comparação as últimas semanas.

O Estado chegou a registrar média de 17,4 neste mês e vinha oscilando entre 15 e 16 sepultamentos/dia.

Nesta terça (22), o boletim epidemiológico trouxe outra 12 mortes, metade em Campo Grande. No total, agora são 1191 vítimas fatais em Mato Grosso do Sul, 506 na Capital.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Já a quantidade de infectados segue alta. São 926 contaminados desde ontem, com média de 666 na última semana.

Na avaliação da Secretaria Estadual de Saúde, isso é reflexo do último feriadão de 7 de setembro. Outra consequência é a taxa de contágio que voltou a subir. Caiu para 1,01 no dia 20, mas hoje está em 1,04. A meta é que esse índice seja menor que 1.

"É resultado de aglomerações em Bonito, em Rio Verde, na Capital... A gente está vendo ai a taxa de contágio aumentando, depois de um decréscimo, devido a esse relaxamento de 14 dias atrás".

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Estrutura - O Estado comemorou nesta terça-feira (22) o recebimento de mais 8 ventiladores pulmonares e 22 monitores, para montagem de leitos de UTI. O repasse veio pelo programa Itaú Unibanco Todos Pela Saúde. "Queremos fazer a discussão para que pós-pandemia, esses leitos permaneçam. Amanhã temos reunião para discutir o financiamento dessas UTIs", comentou o secretário.

Máquinas que fazem os testes RT-PCR já estão funcionando, outra conquista na luta contra a covid. "Depois de alguns problemas solucionamos, agora passamos a ser autossuficientes em testagem. Tivemos de recorrer. A capacidade é de 1.800 testes ao dia. No início da pandemia eram cerca de 400. "Somos agora um dos estados melhor estruturados para testagem", garante Geraldo Rezende.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário