ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  15    CAMPO GRANDE 20º

Cidades

Por falta de insumos, Fiocruz interrompe amanhã produção de Astrazeneca

Há previsão de atraso em 2,5 milhões de doses para o País; produção deve ser retomada na semana que vem

Por Guilherme Correia | 19/05/2021 12:04
Funcionários descarregam lote de vacina da Astrazeneca a Mato Grosso do Sul (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Funcionários descarregam lote de vacina da Astrazeneca a Mato Grosso do Sul (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

A Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) deve interromper a partir desta quinta-feira (20) a produção da vacina de Astrazeneca contra a covid-19 por falta de insumo.

Conforme apurado pela CNN Brasil, as máquinas que fazem a primeira etapa da produção do imunizante serão desligadas amanhã e religadas somente na terça-feira (25), na semana que vem.

Serão desativados temporariamente equipamentos que misturam ingredientes e os que fazem o envase e rotulagem da vacina - todas essas etapas que correspondem à primeira semana de produção da vacina.

Conforme a apuração, interrupção na linha de produção impactará em cerca de 2,5 milhões de doses a menos a todo o Brasil, na entrega prevista para a terceira semana de junho, já que as doses a serem entregues até o início de junho já foram produzidas com o IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) importado que ainda tinha no estoque.

Vale lembrar que desde o início da campanha de imunização, Mato Grosso do Sul tem recebido cerca de 1,1% do quantitativo nacional, portanto, estima-se um atraso em aproximadamente 27,5 mil doses.

Retomada - Por meio de publicação, a Fiocruz informa que o Bio-Manguinhos (Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos), receberá, na segunda-feira (22), remessa de IFA com dois lotes para retomar a produção da vacina e não apenas um - portanto, houve antecipação da remessa prevista para 29 de maio.

A Fundação também justifica que a dificuldade na disponibilidade dos insumos se dá por conta do "rápido escalonamento de produção que a Fiocruz atingiu".

Neste ano, foram encaminhadas 444,7 mil doses de Astrazeneca a Mato Grosso do Sul, das quais foram aplicadas mais de 341,5 mil para primeira dose e 29,2 mil para segunda aplicação. O último repasse foi enviado ontem (17) com 48,3 mil doses. A patente garante eficácia geral média de 70%.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário