ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 26º

Cidades

Rede em colapso leva doentes de covid à Justiça para conseguir leito de UTI

Na Defensoria, média é de cinco solicitações diárias podendo passar de 100 até o final do mês de março

Por Tainá Jara | 18/03/2021 18:22
Hospital El Kadri, em Campo Grande, afixou comunicado alertando para falta de vagas na unidade (Foto: Kisie Ainoã)
Hospital El Kadri, em Campo Grande, afixou comunicado alertando para falta de vagas na unidade (Foto: Kisie Ainoã)

Sem leitos para pacientes de covid-19, a população recorre à Justiça para tentar viabilizar internações. Em 10 dias, sete pedidos foram feitos por via judicial, em Mato Grosso do Sul. Na Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul, a média é de cinco solicitações por dia, podendo ultrapassar 100 até o final de março.

Nesta semana, o sistema de saúde do Estado colapsou e os municípios enfrentam o pior momento da pandemia. Campo Grande atingiu grau extremo no sistema Prosseguir, do governo do Estado, divulgado nesta quinta-feira, e novas medidas para incentivar o isolamento social tiveram de ser tomadas.

Caso novos pacientes com a forma grave da doença precisem de leitos, não há onde internar. De acordo com o sistema Mais Saúde, a ocupação de vagas públicas de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) é de 102,95% hoje. O alto índice também atinge os leitos gerais que está em 92,91%. O sistema considera 27 hospitais contratualizados no Estado.

Conforme a SES (Secretaria de Estado de Saúde), até ontem, 136 pessoas estavam na fila de espera por leito. Hoje, mais 16 estão no aguardo na UTI Covid nas unidades hospitalares de Mato Grosso do Sul. Os dados são referentes a 77 municípios do Estado, excluindo Campo Grande e Dourados.

Ontem, o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) alertou para os entraves em abrir novas vagas para pacientes graves. O problema não é só recurso financeiro, mas a falta de mão de obra qualificada e medicamentos necessários para sedação e entubação.

Em Mato Grosso do Sul, foram confirmados 198.795 casos de covid-19, sendo 3.740 morreram em decorrência da doença, desde o início da pandemia.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário