ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, QUARTA  25    CAMPO GRANDE 32º

Cidades

Região de Campo Grande tem pior semana em novos casos de covid-19

Já número de mortes pela doença na Capital recuou pela primeira vez desde agravamento da pandemia

Por Jones Mário | 08/08/2020 13:13
Confira a Galeria de Imagens:
Trabalhadores em estação para testagem rápida instalada rodovia do Estado (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Trabalhadores em estação para testagem rápida instalada rodovia do Estado (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

A macrorregião de Campo Grande teve sua pior semana em número de novos casos de covid-19 confirmados, com 3.633 confirmações entre 2 e 8 de agosto. O salto em relação ao total registrado duas semanas antes é de 12,4%.

Os números foram apresentados hoje (8) pela SES (Secretaria Estadual de Saúde). Só a Capital respondeu por 2.142 destes novos casos, equivalentes a 59% do total.

Aquidauana teve 292 ocorrências nesta 32ª semana epidemiológica. Em Sidrolândia foram 267 novos registros de pessoas com covid-19. Miranda teve 154 casos em uma semana.

(Infográfico: Reprodução/SES)
(Infográfico: Reprodução/SES)

Composta pela Capital e mais 33 municípios, a macrorregião de Saúde de Campo Grande foi a única com salto no número de novos casos em duas semanas.

De acordo com a SES, a macro de Corumbá registrou 326 ocorrências de novo coronavírus entre 2 e 8 de agosto, 11 a menos (-3,3%) que no período encerrado há 14 dias.

Com 252 casos, a evolução da doença na macrorregião de Três Lagoas caiu 32,4% em duas semanas. Na macro de Dourados, com 767 novas ocorrências, o recuo foi de 28,9%.

Assim, a macrorregião de Campo Grande ajudou a manter Mato Grosso do Sul praticamente estável no avanço de casos. Com 4.968 registros na semana, a variação em 14 dias foi de apenas -0,81%.

(Infográfico: Reprodução/SES)
(Infográfico: Reprodução/SES)

Mortes - A Capital teve sua semana menos letal desde a metade de julho. A SES contou 30 óbitos por covid-19 entre os boletins de 2 e 8 de agosto, cinco a menos que há 14 dias.

As mortes no Estado também recuaram. Foram 72 na atual semana epidemiológica, contra 88 registradas entre os dias 19 e 25 de julho.

As quedas devem ser analisadas com cautela. Autoridades em Saúde apontam que as melhoras nos números devem se manter por pelo menos duas semanas - tempo de incubação do Sars-CoV-2 - para que realmente configure uma queda.

Mato Grosso do Sul chegou aos 30.707 casos confirmados de novo coronavírus. Já são 492 mortes.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário