ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  21    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Reinaldo pede apoio à população para em 60 dias vacinar 100% dos maiores de 18

Durante coletiva nesta manhã, Azambuja reforçou importância de tomar vacina "seja ela qual for"

Por Ângela Kempfer e Guilherme Correia | 07/07/2021 10:51
Governador durante live na manhã desta quarta-feira. (Foto: reprodução)
Governador durante live na manhã desta quarta-feira. (Foto: reprodução)

"Faço um pedido a Mato Grosso do Sul, aos sul-mato-grossenses, sobre a importância de tomar vacina, seja ela qual for", apelou mais uma vez o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) sobre a necessidade da imunização.

Ele lembrou que isso impacta até na questão econômica, que vão sendo flexibilizadas conforme a vacinação avança. Para quem escolhe marca de vacina, Reinaldo reforça que já está comprovado que “todas que estão disponíveis pelo Ministério da Saúde são boas vacinas, foram aprovadas. Têm um efeito muito importante para a vida das pessoas”, defendeu.

Para conscientizar as pessoas, ele cita a própria família. “Minha mãe tomou duas doses de Coronavac. Eu quando fui tomar, tomei da Astrazeneca. Todas elas têm um bom efeito”.

Durante live do boletim epidemiológico, ao lado da secretária-adjunta de Saúde Crhistinne Maymone, citou também o caso do marido da secretária, que "pegou a doença depois de vacinar e teve sintomas muito mais leves. Com a vacina, não vão para internação, não precisam ir para UTI. Com isso, a gente protege vidas e protegendo vidas, estamos protegendo a economia”, comentou.

Reinaldo é otimista e confirma que a previsão é de imunizar toda a população adulta em, no máximo dois meses. “Se o Ministério da Saúde entregar as doses, Mato Grosso do Sul deve terminar até o final de agosto, início de setembro. Podemos ser o primeiro estado no Brasil a completar o ciclo, com toda a população de mais de 18 anos vacinada. Isso cria a imunidade de rebanho que todos têm falado por aí e que precisamos ter para nos proteger do inimigo que é comum, que é o vírus”.

Ele agradeceu a iniciativa de produtores rurais de Corumbá, que colocaram aeronaves à disposição para levar as doses às comunidades mais isoladas, no Pantanal.

Vacina da discórdia - Reinaldo participou hoje da live no lugar do secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, que está percorrendo a fronteira nesta quarta-feira (7).

Em relação à destinação de doses únicas da Janssen aos 13 municípios da fronteira sul-mato-grossense, que tem gerado polêmica e cobranças da Capital, Azambuja argumenta que isso tem feito com que mais vacinas cheguem aos demais 66 municípios. “Vão sobrar mais para os outros municípios. Já distribuíram 20 mil doses e haverá sobra de vacinas da fronteira, da Janssen, que serão distribuídas”.

“Vai levar Mato Grosso do Sul, sem dúvida nenhuma, a ser o primeiro do Brasil a completar o ciclo de 18 anos acima vacinados”.

Ele também defendeu a ciência, e pediu que a população acredite nos benefícios da vacina. “Não dê ouvido a essas pessoas que não acreditam na ciência. A ciência está aí para provar para nós e a prova que temos daqueles que foram vacinados".

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário