ACOMPANHE-NOS    
MAIO, TERÇA  24    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Repasse aos municípios de verba para assistência social aumenta 25% em 2022

Serão distribuídos R$ 22 milhões às cidades por meio de fundo estadual, por habitantes e famílias vulneráveis

Por Adriel Mattos | 23/01/2022 13:23
Rede socioassistencial tem quase 800 centros de atendimento. (Foto: Arquivo/Edemir Rodrigues/Subcom-MS)
Rede socioassistencial tem quase 800 centros de atendimento. (Foto: Arquivo/Edemir Rodrigues/Subcom-MS)

Para o ano de 2022, o governo de Mato Grosso do Sul ampliou o montante previsto para investimento na área de assistência social. Em relação ao ano passado, os recursos destinados pelo Fundo Estadual de Assistência Social terão um acréscimo na casa dos 25%, chegando a R$ 22 milhões.

Conforme o secretário-adjunto de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho, Adriano Chadid, a distribuição entre os municípios obedece a critérios como número de habitantes e número de famílias em situação de pobreza.

“O repasse acontece mensalmente. Dessa forma, atendemos, por exemplo, as prefeituras e consequentemente entidades do terceiro setor credenciadas que trabalham diretamente com crianças, adolescentes e idosos”, contou.

O órgão gestor municipal de assistência social é responsável pelo monitoramento das ações socioassistenciais contempladas com o cofinanciamento do fundo estadual, assim como, o Conselho Municipal de Assistência Social no controle social de tais ações.

Em Mato Grosso do Sul, a rede socioassistencial possui 132 Cras (Centros de Referência de Assistência Social), 74 Creas (Centros de Referência Especializado de Assistência Social), cinco Centros de Atendimento à População em Situação de Rua, e ainda, 251 unidades públicas e 285 unidades privadas de atendimento, que ofertam serviços de proteção social básica e especial de média e alta complexidade.

Nos siga no Google Notícias