ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SEXTA  12    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Mais um sul-mato-grossense é condenado pelo STF por atos antidemocráticos

Decisão de ontem do plenário da Corte definiu o empresário com culpado por cinco crimes

Por Lucia Morel | 27/02/2024 14:55
"Russo" durante a invasão aos três Poderes, em Brasília, em 8 de janeiro de 2023. (Foto/Reprodução)
"Russo" durante a invasão aos três Poderes, em Brasília, em 8 de janeiro de 2023. (Foto/Reprodução)

O sul-mato-grossense Ivair Tiago de Almeida, 48 anos, foi condenado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) a 16 anos de prisão, inicialmente em regime fechado, por participação e financiamento dos atos antidemocráticos de 8 de janeiro do ano passado em Brasília (DF). Ele é o segundo condenado pelos crimes. No começo do mês, o campo-grandense Eric Prates Kobayashi já havia sido julgado pelos atos antidemocráticos.

Decisão de ontem do plenário da Corte definiu o empresário com culpado pelos crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito; golpe de Estado; dano qualificado; deterioração do patrimônio tombado; e associação criminosa armada.

Conhecido como “Russo”, o empresário é de Maracaju, a 159 Km de Campo Grande, é proprietário de empresa de assistência técnica e locação de colheitadeira de grãos. No dia 8 de janeiro de 2023, ele chegou a divulgar foto do dia da invasão aos três Poderes nas redes sociais. Naquele dia, os radicais invadiram e depredaram o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto e o STF.

Conforme a decisão, são 16 anos e 6 meses de prisão no total, mais multa de R$ 30 milhões “a ser adimplido de forma solidária pelos demais condenados”, em favor de fundo para reconstituição dos bens lesados diante de danos a patrimônios artísticos e tombados. Há detalhamento, ainda, na decisão, que o regime inicial de cumprimento da pena é o fechado.

O empresário deve ser efetivamente preso apenas após o trânsito e julgado da ação quando o nome dele constará no rol de culpados pelos crimes elencados acima e também será expedida a guia de execução penal definitiva de seu caso.

Por telefone, Ivair disse que vai comentar sobre o caso após falar com seu advogado e que a reportagem poderá entrar em contato com ele em outro momento.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias

Veja Também