ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  20    CAMPO GRANDE 21º

Cidades

SGI afirma que “manutenção evolutiva” tirou Sigo do ar; conexão foi reativada

Sistema online da Segurança Pública estadual passará por análise para se entender razões de sua paralisação

Por Humberto Marques | 11/07/2019 17:27
Setor de atendimentos na Depac Centro, em Campo Grande; Sigo é utilizado para registro de boletins de ocorrência. (Foto: Paulo Francis)
Setor de atendimentos na Depac Centro, em Campo Grande; Sigo é utilizado para registro de boletins de ocorrência. (Foto: Paulo Francis)

Uma “manutenção evolutiva de segurança” nos acessos remotos –feito de locais diferentes da sede do serviço– foi o responsável pela desconexão do Sigo (Sistema Integrado de Gestão Operacional), deixando unidades da segurança pública de Mato Grosso do Sul sem o sistema utilizado para o registro de ocorrências policiais. A situação já foi contornada, segundo reforçou a SGI (Superintendência de Gestão de Informação) em ofício à Compnet, empresa responsável pela manutenção e atualização do Sigo.

Adriano Chaparro, da Compnet, confirmou ao Campo Grande News que o acesso aos servidores do Estado foi restabelecido, após 13 dias sem conexões e atualizações do Sigo. Agora, a empresa analisa os problemas que tiraram o sistema do ar a fim de restabelecer seu funcionamento –serviço que ainda não tem prazo para ser concluído.

Em resposta a pedido de informações da Compnet, a SGI informou que foi executada manutenção evolutiva de segurança nos acessos remotos aos servidores, “a fim de garantir maior agilidade e segurança de tráfego de rede”. Contudo, em virtude do serviço, alguns serviços ficaram temporariamente indisponíveis. A reativação das portas de acesso seguro foi anunciada no início desta tarde.

Sem o Sigo, unidades da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) não conseguiram acessar dados do sistema ou registrar online novos boletins de ocorrência –procedimento que passou a ser feito em programas de edição de texto, fora da internet, nas delegacias, conforme informado por servidores do setor à reportagem. A pasta confirmou que técnicos da Compnet e da SGI trabalhavam para restabelecer o sistema.

“Começamos agora a fazer os trabalhos para entender os problemas no Sigo. Vamos trabalhar para poder colocar o sistema no ar o mais rapidamente possível”, explicou Chaparro, apontando que, a partir daí, seriam iniciadas as atualizações no sistema –que ocorrem mais de uma vez ao dia e desde 28 de junho, data em que a conexão segura aos servidores da SGI teria sido suspensa, não eram realizadas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário