ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Taxa de contágio reduz, mas curva da pandemia ainda cresce em Mato Grosso do Sul

A cada 100 pessoas infectadas em um dia pelo novo coronavírus, dia seguinte registra 103 casos a mais

Por Guilherme Correia | 18/09/2020 11:58
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Com 15 mortes registradas até a manhã de hoje (18), Mato Grosso do Sul chega a 1.148 mortos pela pandemia de covid-19. Com taxa de contágio em 1,03, o Estado registrou 1.023 novos infectados pela doença - mais da metade (514) em Campo Grande, acumulando 62.817 confirmados no Estado.

Conforme divulgado em live realizada pela SES (Secretaria Estadual de Saúde), o contágio foi reduzido em um décimo a menos, o que significa que a cada 100 novos casos, a previsão é de que no dia seguinte se registre 103 novos doentes pela doença, o que faz com que a “curva” da pandemia ainda siga em crescimento.

A Capital também foi responsável por aumentar sete mortes pela doença. Municípios de Aquidauana, Bataguassu, Aral Moreira, Brasilândia, Corumbá, Nova Alvorada do Sul, Rio Brilhante e Ponta Porã registraram uma morte cada. Com isso, a taxa de letalidade permanece em 1,8% - parcela dos infectados pelo novo coronavírus que acabam não resistindo ao mesmo.

A fim de suavizar a contagem diária de pessoas que contraem a doença, a Saúde também apurou a média móvel de novos casos, que reduziu para 644,61, contabilizando os últimos sete dias. Apesar da redução na confirmação, a média móvel vidas perdidas a cada dia permanece alta. São 16,14 mortes por dia no Estado.

A doença ainda não está controlada no Mato Grosso do Sul. Alguns municípios com declínio voltam a ter um crescimento [...] são ‘pequenas ondas’, que a gente precisa contê-las para não virarem tsunamis”, disse o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, durante boletim epidemiológico de hoje.

O titular da pasta ainda disse que a principal expectativa da Secretaria é da chegada e distribuição da vacina da doença, que segundo ele, poderão estar restritas a alguns "grupos etários". "Só vamos vencer quando tivermos a vacina, e que essas vacinas sejam para todos os grupos. Poderemos ter dificuldades em termos vacinas para crianças, podendo ser apenas para alguns grupos etários".

Pacientes internados - A secretária adjunta de Saúde, Christine Maymone informou que 485 pacientes de Mato Grosso do Sul estão em leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) em decorrência da doença.

72% dos leitos globais (públicos e privados) da macrorregião de Campo Grande estão ocupados. Nas regiões de Dourados, 57% estão ocupados, em Três Lagoas, 46%, e em Corumbá, 70%.

Ela também deu a dica para o próximo feriado. “Fica a dica, distanciamento social. Planejar pro próximo feriado, 'ficar em casa'", preconiza.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário