A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Março de 2019

05/03/2019 12:43

Integrante do PCC que fugiu da cadeia em 2018 é morto em confronto

Reinaldo de Araújo era apontado como um dos chefes do Primeiro Comando da Capital

Mayara Bueno
Reinaldo em foto divulgada anteriormente pela polícia. (Foto: Divulgação/Arquivo).Reinaldo em foto divulgada anteriormente pela polícia. (Foto: Divulgação/Arquivo).

Reinaldo de Araújo, um dos chefes do PPC (Primeiro Comando da Capital), foi morto a tiros durante confronto com a polícia em Villa Ygatim, departamento de Canindeyú, no Paraguai - a região fica a 90 km de Paranhos, cidade sul-mato-grossense. As informações foram divulgadas pelo site ABC Color nesta terça-feira (dia 5).

Com Thiago Ximenes, o “Matrix”, Reinaldo fugiu do quartel da Agrupación Especializada, grupo de elite da Polícia Nacional, em dezembro de 2018. O site não detalhou como foi o confronto que culminou com a morte de um dos líderes do PCC e, neste momento, policiais do Fope (Fuerzas de Operaciones Policiales Especiales) procuram por Thiago, que segue foragido.

Na ocasião da fuga, a imprensa paraguaia noticiou que os dois saíram “pela porta da frente” e que existia forte indício de facilitação. Segundo o site ABC Color, em notícia de hoje, o Ministério Público apontou os agentes Milciades Nazario Ramírez Aguilar, Marcos Antonio Giménez e a advogada Lilian Rocío Calonga Ovelar por participar da fuga dos criminosos.

Condenado a 20 anos de prisão em território paraguaio, Matrix foi preso em Ciudad del Este em 2014, por participar do assalto a um carro-forte. Ele já havia fugido de outro presídio daquele país junto com outros 12 bandidos.

Reinaldo de Araújo, com 25 anos de reclusão a cumprir, foi condenado pelo assassinato de sua companheira quando era peão de uma fazenda. O irmão dele Luciano Aparecido de Araújo de Souza também foi condenado pelo crime. Meses atrás, Reinaldo esfaqueou um policial que vistoriava sua cela, no quartel de onde fugiu.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions