A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

13/11/2009 15:09

Acusados de dar golpes em 72 pessoas condenados a 8 anos

Redação

O juiz da 2ª Vara Criminal de Dourados, Jairo Roberto Quadros, condenou Gilberto Gabriel de Souza e Renato César Neves a oito anos e três meses de reclusão em regime fechado por estelionato e formação de quadrilha. Durante sete meses, eles aplicaram golpes em 72 pessoas em Dourados e região.

Conforme o processo judicial, Souza e Neves criaram a empresa Ponto Inicial Corretora de Seguro de Vida e Capitalização, em Dourados, para aplicar os golpes. Além de vender falsos títulos de capitalização, com a cobrança de pequeno valor de entrada e parcelas de valores insignificantes, eles venderam carros de terceiros e não repassaram o dinheiro.

Quadros destacou que eles usaram o nome da empresa Sul América Capitalização para dar o golpe. O DOF (Departamento de Operações de Fronteira) ouviu 14 vítimas dos estelionatários e o 1º Distrito Policial registrou outros 58 boletins de ocorrência.

Organizados - "Consoante emerge dos elementos de convicção reunidos, perpetraram dezenas de golpes nesta cidade, em detrimento de um número impressionante de vitimas, em torno de setenta, deixando em sobressalto a coletividade local, face à dimensão e desdobramentos do caso", frisou o magistrado, sobre a audácia dos bandidos.

"Anunciaram preços extremamente atraentes, apenas com o propósito de captar pessoas, efetuaram ampla divulgação, prometendo a entrega de veículos que, sabiam, jamais se concretizaria. Tanto que, consoante salientado alhures, prometiam o mesmo veículo a mais de uma pessoa", observou.

Uma das vítimas, morador de Nova Andradina, Juliano Cardoso Costa, contou que depositou R$ 20 mil para receber um veículo da empresa. No entanto, os golpistas pegaram o dinheiro, mas não entregaram o carro. Eles também usavam os veículos deixados para vender para deixar na Ponto Inicial para exibi-los como se fossem de propriedade da corretora.

Outros golpes - Renato César Neves e Gilberto Gabriel de Souza também são acusados de cirar a Grandourados Corretora para dar golpes na segunda maior cidade do Estado. A Ponto Inicial fez as vítimas no período de agosto de 2005 e março de 2006.

A sentença do juiz Jairo Roberto Quadros é de 29 de setembro deste ano. O edital com a sentença de condenação será publicado no Diário Oficial da Justiça de segunda-feira. Eles poderão recorrer da decisão na 2ª Vara Criminal ou no Tribunal de Justiça.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions