ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 31º

Cidades

Adiado mais uma vez júri de acusado de matar radialista

Redação | 15/05/2008 13:05

A Justiça adiou mais uma vez o julgamento de Cleiton Segóvia, acusado de matar o radialista paraguaio Samuel Roman no município de Coronel Sapucaia, que fica a 396 quilômetros de Campo Grande, na fronteira com o Paraguai. Esta é a segunda vez que o júri é adiado.

O júri estava inicialmente marcado para abril, depois foi transferido para maio, e agora ainda não há uma nova data.

O advogado de Cleiton, Aires Noronha, disse ao site A Gazeta News que o novo adiamento se deu por conta da não apresentação em tempo hábil do resultado da perícia de uma fita pedida pela defesa, onde constaria o depoimento do réu. Segundo o advogado o depoimento foi prestado de forma informal à polícia, ao ser preso dias após o crime em 2004.

O crime ocorreu no início da noite do dia 20 abril de 2004, na Avenida Flávio Derzi, em Coronel Sapucaia, porque o jornalista fazia denúncias de irregularidades na administração pública e enriquecimento ilícito.

O ex-prefeito de Coronel Sapucaia, Eurico Mariano, foi julgado e condenado por ser considerado mandante do assassinato, mas continua em liberdade devido às apelações.

Nos siga no Google Notícias