A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

08/07/2014 12:20

Aluno da UEMS é preso na Alemanha suspeito de estupro de 5 mulheres

Caroline Maldonado
Jornal alemão divulgou imagem das câmeras de segurança do ônibus onde a Polícia investigou o estudante (Foto: Jornal Abendzeitung)Jornal alemão divulgou imagem das câmeras de segurança do ônibus onde a Polícia investigou o estudante (Foto: Jornal Abendzeitung)

A imprensa alemã noticiou a prisão de um estudante da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), em Dourados, que fazia intercâmbio em Munique, na Alemanha, sob alegação de estupro de cinco mulheres. O rapaz identificado pelos jornais como Rafael A., 25 anos, estudava Engenharia Física e foi para a Alemanha por meio do programa Ciência Sem Fronteiras em agosto de 2013, segundo a assessoria de imprensa da universidade.

Embora o noticiário alemão afirme que o jovem foi preso na quinta-feira (3), a universidade ainda não recebeu qualquer comunicado da Justiça ou de outros órgãos responsáveis pelo intercâmbio sobre a situação dele e, portanto, prefere não divulgar o nome completo do jovem, apenas confirmou que ele estudava na universidade e é natural de Campo Grande.

Segundo o jornal alemão Abendzeitung, a Polícia afirma que exames de DNA revelaram que o material genético de Rafael é compatível com o deixado pelo estuprador nas vítimas. De acordo com o jornal, a Polícia Alemã realizou uma investigação, em que dois policiais, à paisana, fizeram viagens em um ônibus que seguia para o centro de Munique.

Ao encontrar o estudante brasileiro, perceberam que ele tinha características semelhantes ao do suspeito dos crimes e por isso recolheram amostra de sua saliva para exame de DNA. Este e outros jornais do país apontam o estudante como “estuprador do ônibus noturno”.

Conforme a UEMS, Rafael já havia pedido prorrogação da bolsa para continuar no país. “Por hora, o que podemos afirmar é que o estudante não possui nenhum relato de desvio em sua conduta moral dentro da universidade, tampouco em relação a sua vida acadêmica”, afirma a nota da UEMS à imprensa.

A UEMS complementa que para participar do estágio no exterior, Rafael atendeu satisfatoriamente aos critérios de seleção a que são submetidos todos os alunos brasileiros que pretendem fazer o intercâmbio. A assessoria informou que está tentando, mas ainda não conseguiu contato com a Embaixada do Brasil na Alemanha e nem com a famíla de Rafael para obter mais informações sobre a situação.

O Portal Consular Itamaraty informou que não divulga informações em respeito a privacidade dos cidadãos em outros países e de suas famílias. A assessoria de imprensa do órgão garantiu que nesses casos, a família conta com assistência consular e, em alguns postos da embaixada, há assessoria jurídica ou indicação de advogados a serem consulatdos. 

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions