A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

05/05/2014 12:09

André diz que obras do MS Forte II irão integrar as regiões do Estado

Leonardo Rocha
André ressaltou a importância das obras e do Aquário do Pantanal para MS (Foto: Arquivo)André ressaltou a importância das obras e do Aquário do Pantanal para MS (Foto: Arquivo)

O governador André Puccinelli (PMDB) afirmou hoje (05) que as obras e ações do programa MS Forte II irão promover a integração das regiões do Estado, levando investimentos de infraestrutura aos municípios, em locais que antes estavam isolados.

Em entrevista ao programa de rádio Tribuna Livre, o governador ressaltou que a implantação das rodovias e a pavimentação asfáltica são essências a estas cidades, e citou como exemplo o município de Paranhos, que tem 70 quilômetros que separam o município de outra integração rodoviária.

André também lembrou da região norte, que também foi beneficiada com o asfalto nas rodovias. “Pelo lado de Coxim dá um total de 119 quilômetros, de Goiás são 104 quilômetros e partindo de Camapuã são 160 quilômetros de asfalto”.

O governador ponderou que a chegada do asfalto trouxe mais desenvolvimento para estas regiões, principalmente na questão produtiva. “Essas áreas se tornam produtivas e passam também a gerar riquezas ao Estado”.

O programa MS Forte II está pavimentando 3.662,098 quilômetros de rodovias do Estado, sendo que 2.005,543 são de asfalto novo e 1.656,55 (quilômetros) de recapeamento. Este cenário pode atrair novas indústrias para investir no Estado.

Aquário – Puccinelli ressaltou na entrevista que o Centro de Estudos e Pesquisa da Ictiofauna Pantaneira (Cepric), conhecido como “Aquário do Pantanal”, será uma referência de estudo e turismo para Mato Grosso do Sul. Ele lembrou que já existem seis universidades mundiais com intercâmbio para fazer as pesquisas neste Centro de Estudos do Pantanal.

“O Pantanal é patrimônio da humanidade. Virão muitas universidades de todo o mundo para contribuir com este Centro de Estudos. Temos também o apoio inestimável da Embrapa”, declarou o governador.

Ele ainda ressaltou que esta obra de R$ 100 milhões terá a visitação de escolas de Campo Grande e do interior, que irão conhecer mais sobre o que é uma ictofauna. “Veremos depois de dois anos a repercussão do Pantanal através do Aquário e a importância que este patrimônio tem para o mundo e precisa ser conservado”.

André fez questão de dizer que apesar da obras do Aquário, continua repassando recursos para serem gastos em saúde aos municípios do Estado, apesar de não ser uma obrigação do governo.

“A população precisa cobrar dos seus prefeitos, olhem a cada mês o que está sendo repassado no total. Somente Campo Grande recebeu, no mês de abril, quase R$ 42 milhões”, ponderou ele.

Temer veta projeto sobre negociação coletiva no serviço público
O presidente Michel Temer vetou integralmente o Projeto de Lei nº 3.831/15, aprovado pelo Congresso Nacional, que estabelecia normas para a negociaçã...
UFMS divulga edital do vestibular para ingresso em cursos de graduação
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) divulgou, nesta segunda-feira (18), edital do processo seletivo do vestibular para ingresso em cu...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions