A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

27/10/2013 12:01

Após cansaço e maratona de 10h, adventistas enfrentam 2º dia de Enem

Bruno Chaves e Kleber Clajus
Adventistas chegam a colégio para segundo dia de exame (Foto: João Garrigó)Adventistas chegam a colégio para segundo dia de exame (Foto: João Garrigó)

Adventistas de Mato Grosso do Sul que se inscreveram no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) enfrentaram uma maratona exaustiva de 10 horas para fazer o primeiro dia de provas. Isso porque eles tiveram que entrar nas salas de aula às 11h do sábado (26), mas só puderam iniciar o exame depois do por do sol, às 18h. Neste domingo (27), o grupo supera o cansaço para enfrentar o segundo dia de provas.

“Foi muito cansativo, mas toda nossa confiança está em Deus”, disse o analista de sistemas Alexsandro Campos Paco, 26 anos, que revelou que é a primeira vez que participa do exame na condição de adventista. Para realizar a segunda prova hoje, o rapaz tratou de dormiu cedo no sábado.

Para a estudante Elaine Alves dos Santos, 24, a prova de ontem “foi um desafio físico”. “Não é tão difícil porque oramos e pedimos a Deus que nos oriente e nos de sabedoria no momento da prova”, contou.

A jovem, que chegou por volta das 11h no Colégio Joaquim Murtinho para fazer a prova, disse que não poderia perder o exame de hoje “depois de tudo que passei ontem”. Ela estava acompanhada de outros sete candidatos.

Já a menor aprendiz Evelin Velasco, 15, lembrou que “chega determinada hora em que sua mente está tão cansada que você quer ir embora”, mas fazer a prova foi uma experiência boa. Essa foi a primeira vez que a adolescente, que tem objetivo de cursar Medicina, fez o Enem.

“Agora estou bastante ansiosa para ver o tema de redação. Estudei bastante os temas atuais, como a questão dos médicos estrangeiros, dos protestos e outros”, disse.

Prestando a prova com o intuito de cursar Medicina Veterinária, a professora Cleonice Gomes, 45, contou que está é a primeira vez que ela faz a prova na condição de adventista. “Mas é a segunda vez que faço o Enem”, brinca. Para ela, o primeiro dia de provas foi tranquilo e gratificante, porém cansativo.



Constituição Federal de 1988 Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes: VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;
 
percillyanna priscila em 28/10/2013 14:36:08
Não tenho nada contra os Evangélicos, até porque, participo esporadicamente de alguns cultos. Agora, realizar provas desta natureza em horários específicos com intuito de satisfazer suas crenças, contraria totalmente o bom senso e sem contar que gera despesas e desgaste físico/ mental desnecessário, e sem contar que por outro lado, fere totalmente os princípios Constitucionais. Eu hein....
 
Francisco Braz em 27/10/2013 13:08:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions