A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

18/09/2012 13:57

Após ter descartado em março, Saúde confirma morte de rapaz por dengue

Paula Vitorino

A Secretaria Estadual de Saúde contabiliza duas mortes confirmadas com a presença do vírus da dengue em Campo Grande, em 2012, entre elas a do jovem Elder Chaparro, de 24 anos, que em março chegou a ter a doença descartada em exame.

A presença do vírus da dengue, como foi levantada na época pelos familiares e funcionários do hospital, foi descartada pela Secretaria após exame feito em São Paulo, que apresentou como causa da morte o hantavírus – transmitido por ratos.

No entanto, no boletim atual da Secretaria, Elder aparece tendo sido diagnosticado com hantavírus e também dengue. Ele foi o primeiro caso por morte de dengue na Capital.

Já o relatório da Secretaria Municipal de Saúde não considera a morte do jovem para as estatísticas de dengue da Capital. A coordenadora do setor de epidemiologia da Sesau, Erci Hirota, explica que só são considerados os casos de vítimas residentes em Campo Grande. Elder morava em Porto Murtinho.

O jovem morreu em 29 de fevereiro, cinco dias depois de sair de Porto Murtinho e vir para Campo Grande. Ele chegou ao pronto-socorro com falta de ar, tosse e febre alta. No dia 28, ele foi internado no HR (Hospital Regional) Rosa Pedrossian.

Em estado grave, o paciente deu entrada já entubado e seguiu para a emergência, onde morreu horas depois. Ele apresentava insuficiência respiratória e quadro de pneumonia grave, atingindo os dois pulmões.

Outros casos - A outra morte confirmada de dengue na Capital foi de um adolescente de 17 anos, em maio. No Estado, também foram registradas uma morte em Três Lagoas e Corumbá.

Ontem, a Saúde descartou a presença do vírus da dengue no exame sorológico da jovem Laura Mattos, de 21 anos. A família da estudante contesta o resultado, já que exame no hospital particular apresentou como diagnóstico dengue hemorrágica.

A diretora do Lacen, Suely Antonialli, informou que a possibilidade de dengue está descartada, mas serão feitos exames para tentar identificar outros tipos de vírus na sorologia da jovem. Não existe prazo para o resultado.

Os casos notificados da doença em MS, de acordo com o último boletim epidemiológico, já somam 10.940, sendo que só na Capital foram 4.522.

Exame descarta dengue e comprova morte de jovem por hantavírus
Com o resultado, será feita captura de roedores na zona rural de Porto MurtinhoExame laboratorial confirmou que a morte de Elder Chaparo, de 24 ano...
Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions