ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  19    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Aposentada passa por agonia para ser periciada no INSS

Por Redação | 29/09/2009 09:37

Com artrose e pernas muito inchadas, Terezinha Rangel Nunes, de 45 anos, enfrentou hoje o segundo adiamento de perícia no INSS (Instituto Nacional da Seguridade Social).

Mais uma a denunciar o que considera "desrespeito" no serviço público, Terezinha conta que estava com o procedimento agendado para a última sexta-feira, mas não conseguiu ser avaliada, porque o médico perito se negou a examiná-la. O motivo alegado por ele foi que a documentação dela estava com a foto apagada.

Há dois anos Terezinha faz tratamento em Campo Grande de artrose

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário