A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

09/10/2015 13:24

Aquário foi "presente de grego" e o impasse continua, diz Reinaldo

Leonardo Rocha
Governador disse que segue o impasse jurídico do Aquário do Pantanal (Foto: Chico Ribeiro - Assessoria)Governador disse que segue o impasse jurídico do Aquário do Pantanal (Foto: Chico Ribeiro - Assessoria)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou que continua o impasse jurídico sobre o retorno da obra do Aquário do Pantanal, que foi paralisada após a suspensão do contrato com a empresa Proteco, investigada pela operação Lama Asfáltica. O tucano explicou que todo este processo vai ser feito com responsabilidade e cautela.

“Estamos aguardando resolver este impasse jurídico, houve a nota do governo estadual e da empresa (Egelte), nós recebemos este presente de grego, que vai ter que ser resolvido, mas com muita transparência do que é feito, com cautela”, disse Azambuja, durante apresentação da Rede Solidária, no gabinete da Governadoria.

Reinaldo ponderou que o governo não vai acelerar nenhum passo neste processo, pois a empresa entende que não é responsável pela obra, enquanto que o executivo estadual entende que sim. “Assim que o impasse terminar, vamos tocar (obra) adiante e terminar o projeto”.

Em nota, no mês passado, a Egelte Engenharia, vencedora da licitação para construir o Aquário, não admitiu a rescisão e nem que deve retomar o empreendimento, mas antes exigiu uma auditoria completa para apurar as condições técnicas da obra, assim como os custos necessários para sua conclusão.

O secretário de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, havia afirmado que o retorno da Egelte para obra ainda estava sub judice e que ele aguardava uma análise da PGE (Procuradoria Geral do Estado) para saber qual seria a ação do governo estadual, sobre a conclusão da obra.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions