A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/08/2009 16:43

Ato cobra punição de três crimes bárbaros em Ponta Porã

Redação

Professores, estudantes e amigos da professora e artista plástica Gicela Maria Van Gyssel Muller Brusamarello realizaram um protesto contra a violência na tarde de hoje em Ponta Porã, a 348 quilômetros de Campo Grande.

Eles cobraram Justiça e a punição dos criminosos, que torturaram e mataram a professora após seqüestrá-la ao deixar a escola no município. Também cobraram a elucidação e a punição dos culpados de outros dois crimes bárbaros ocorridos na fronteira: do colunista social Antônio Gil e da estudante Estefany de Oliveira Pereira.

Organizada pelos estudantes do 3º ano do ensino médio da Escola Estadual Joaquim Murtinho, da Escola Adê Marques e Faculdades Magsul. A concentração começou às 13h30 na Escola Joaquim Murtinho e passeata aconteceu até a Câmara Municipal de Ponta Porã.

"Não é de hoje que sofremos com a violência moral, cultural e a mais dolorosa que é a sentimental quando perdemos nossos amigos, filhos e esposos para violência, como a que vivemos na ultima semana com a perda de Gicela Van Gyssel a mãe, amiga, colega, professora, artista, onde as mãos doadas por Deus para fazer o bem e o belo foi tirada dessa vida terrena de forma brutal e covarde", afirmaram os alunos em carta entregue aos vereadores.

Eles ainda entregaram um abaixo-assinado pedindo a elucidação do bárbaro crime, mais segurança nas escola, câmeras de segurança em pontos estratégicos da cidade e na linha de fronteira com Pedro Juan Cabellero, no Paraguai.

Com informações do Mercosul News.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions