A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

05/04/2011 15:04

Audiência pública na AL defende que prevenção é mais eficaz contra violência

Jorge Almoas e Fabiano Arruda

Em audiência pública que acontece nesta terça-feira na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputados, governo do Estado e sociedade civil discutem ações na área de segurança pública, objetivando a redução dos índices de violência. Senso comum entre as autoridades presentes é a defesa de que a prevenção é o meio mais eficaz.

Na audiência, são apresentadas as ações desenvolvidas pelo Pronasci (Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania), como cursos de formação e construção de bases da polícia comunitária, além de reformas em complexos penitenciários.

“Existem dados que mostram a diferença que a presença da polícia comunitária desempenha dentro da sociedade. Sem dúvida alguma, essa aproximação entre polícia e população é muito benéfica”, pontuou André Matsushita, superintendente de Segurança Pública da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública).

De acordo com Matsushita, Mato Grosso do Sul não estava incluído no Pronasci até 2008. No entanto, o governador André Puccinelli e o secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, exigiram a adesão do Estado ao programa por ser região de fronteira, área de grande atenção nacional, por conta da entrada de armas e drogas no Brasil.

“Mesmo que Mato Grosso do Sul não tenha índices de violência como Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo, a fronteira é um problema de segurança que deve ser combatido”, destacou o superintendente.

Desde 2008, foram investidos R$ 40 milhões do Pronasci no Estado, além de R$ 100 milhões pelo governo estadual, em ações de prevenção à violência. Foram realizados 60 cursos de formação de turmas de polícia comunitária e diversas turmas do Bolsa Formação – programa que oferece complemento de R$ 400 aos policiais que participam de aulas de educação à distância – em Mato Grosso do Sul.

A previsão do governo federal é que, até 2012, o Pronasci invista R$ 6,7 bilhões em ações de prevenção na área de segurança pública.

A audiência pública é realizada em parceria com o Forsep (Fórum pela Segurança Pública com Cidadania), composto por OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) e Associação Comercial e Industrial de Campo Grande.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions