A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2018

22/01/2015 11:43

Azambuja diz que redução na receita dificulta reajuste para professores

Aline dos Santos e Juliene Katayama
Governador afirma que previsão é de receita 8% menor. (Foto: Marcelo Calazans)Governador afirma que previsão é de receita 8% menor. (Foto: Marcelo Calazans)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) aponta a queda de receita como entrave à concessão de reajuste de 25.42% aos professores. O aumento escalonado foi definido na gestão do ex-governador André Puccinelli (PMDB).

“Está difícil chegar a 25.42%. Em janeiro desse ano, a previsão é de receita 8% menor do que em janeiro de 2014”, afirmou, após evento na Governadoria, em Campo Grande.

De acordo com ele, houve queda na arrecadação do FPE (Fundo de Participação dos Estados), ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e na receita própria.

Ainda conforme o governador, a proposta de reajuste de13% para a categoria é 6,5% acima da inflação.

Hoje, o governo e a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação) realizaram quarta rodada de reunião. Mais uma vez, não houve acordo. Um novo encontro foi agendado para segunda-feira.

Começa na segunda-feira prazo para alunos da UEMS fazerem rematrícula
Quem já é aluno da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) tem prazo de segunda-feira, 22 de janeiro, até a 3 de fevereiro para confirmar ...
Capes recebe até esta sexta-feira inscrições a 400 bolsas de estudo
A Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) recebe até amanhã (19) inscrições para programas no exterior. São 400 vagas dis...
MEC antecipa data do Sisu; inscrições começam dia 23
A abertura das inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foi antecipada para 23 de janeiro, conforme anunciou hoje (18) o ministro da Educaçã...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions