A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

13/08/2011 19:26

Bancários pedem reajuste de 12,8% à Federação Nacional dos Bancos

Stênio Ribeiro, ABr

Entre as principais reivindicações, os bancários querem 12,8% de reajuste salarial, sendo 7,5% da inflação projetada nos últimos 12 meses e 5% de aumento real.

O Comando Nacional dos Bancários entregou ontem (12) à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) uma pauta de reivindicações da campanha salarial deste ano, que está na reta final, uma vez que a data de dissídio da categoria é 1º de setembro.

Dentre as principais reivindicações, os bancários querem 12,8% de reajuste salarial, sendo 7,5% da inflação projetada nos últimos 12 meses e 5% de aumento real. Pedem, também, participação nos lucros equivalente a uma parcela fixa de R$ 4,5 mil mais três salários mínimos, além de piso de R$ 2.297,51 para novas contratações.

Junto com as cláusulas financeiras, a categoria relaciona, ainda, a garantia de emprego decente, com plano de cargos e salários para todos, fim das metas abusivas de produtividade, combate ao assédio moral, seguranças contra assaltos, fim das dispensas imotivadas, mais contratações, fim da rotatividade, reversão das terceirizações, igualdade de oportunidades, aposentadoria digna e banco para todos, sem precarização.

Ao entregar a pauta de reivindicações ao novo presidente da Fenaban, Murilo Portugal, o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Financeiro (Contraf), Carlos Cordeiro, ressaltou que “o momento positivo que o país vive, com crescimento econômico”, exige que o sistema financeiro, “que continua lucrando como nunca”, também contribua para o desenvolvimento, com melhor distribuição de renda.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions