A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

18/01/2013 11:35

Blitz recolhe adesões a campanha por penas mais rígidas

Francisco Júnior e Mariana Lopes
Policial durante abordagem a motorista. (foto: Luciano Muta)Policial durante abordagem a motorista. (foto: Luciano Muta)

Com o objetivo de colher assinaturas para o movimento “Reaja MS”, policiais da PRE (Polícia Rodoviária Federal) realizam desde as 10 hoje (18), uma blitz MS-060, na saída para Sidrolândia, em Campo Grande.

O movimento, que faz parte da campanha nacional “Reaja Brasil”, quer apresentar um projeto de lei de iniciativa popular que aumente penas, agrave e torne hediondos os crimes praticados contra agentes da lei, como policiais federais, rodoviários federais, civis, militares, bombeiros, guardas municipais e ainda defensores públicos, membros do Ministério Público, juízes, servidores do judiciário, agentes e guardas prisionais.

No Estado, a expectativa da organização do movimento é conseguir pelo menos 150 mil assinaturas que serão integradas ao documento do “Reaja Brasil” que planeja receber 1,4 milhão de assinaturas.

Os policiais estão parando os motoristas que passam por aquele trecho da rodovia e orientando sobre a campanha.

Cleber Torrala Dutra, 27 anos, é Lins e está de passagem pelo Estado. Ele aderiu ao movimento e defende que a rigidez da lei tem valer para todos os cidadãos.

Walma Vilela, 56 anos, foi uma das motoristas abordadas. Ela está seguindo para sua terra natal Doverlândia (GO) e no seu Estado não tinha ouvido falar da campanha.

A motorista acredita que o País precisa de leis como essa, mas que atinja toda a população. “Os bandidos precisam saber que não há impunidade. Hoje até o no interior e área rural a violência está demais”, disse.

De acordo com o subtenente da PRE, Luiz Carlos Duarte Magalhães, ação como essa será realizada em Três Lagoas, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã, Sidrolândia e Amandina.

Carro roubado no RJ é recuperado em estrada rumo ao Paraguai
Um automóvel recentemente roubado no Rio de Janeiro foi recuperado por policiais militares em uma estrada vicinal de Japorã –a 487 km de Campo Grande...
Recesso de fim de ano começa nesta semana no Judiciário e Legislativo
Na reta final de 2017, para alguns servidores a "folguinha" das festas começa mais cedo. Em orgãos Estaduais e Federais de Mato Grosso do Sul, tem re...


precisamos de leis mais duras, mas precisa-se acima de tudo de polícia na rua fazendo e executando os trabalhos de prevencão, de impedimento que os crimes aconteceam. Nós não aguentamos mais tanta violência e toda essa polícia com demagogia. Vamops combater a criminalidade também, mostrando que a polícia é capaz de ir pra rua e combater os criminosos.
 
patrick almeida em 18/01/2013 22:16:53
Vamos apoiar pessoal se vc quer segurança ajude essa íniciativa!
 
necime l peres em 18/01/2013 11:50:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions