A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

06/09/2016 09:12

“Achei que arma era de brinquedo”, diz rapaz que quebrou braço de ladrão

Luana Rodrigues

Impulso associado ao medo da morte foram os motivos que levaram um rapaz a reagir a um assalto na noite de terça-feira (5), no bairro Santa Fé, em Campo Grande. Ele e um colega de 26 anos, conseguiram deter o assaltante Daniel Borges de Souza, 20 anos. Mas o rapaz disse que só reagiu ao assalto, porque achou que arma do ladrão era de brinquedo.

“Foi no impulso, pensei que era de brinquedo, eu nem sou valente, nunca briguei na rua, não vale pena reagir assim”, diz a vítima ao se lembrar do risco que correu, quando reagiu ao assalto.

Na luta das vítimas com o ladrão, a arma usada no assalto disparou e por pouco não acertou uma das vítimas. “Achei que ia morrer, sentir o cheiro da pólvora, tenho filho pequeno, reagir foi loucura de momento”, constata o rapaz.

O crime - Conforme informações do boletim de ocorrência, as vítimas contaram que haviam acabado de sair da agência, quando o ladrão chegou e anunciou o assalto.

Daniel teria apontado a arma contra o homem de 33 anos, momento em que a vítima, temendo perder sua vida, tentou segurar as mãos do autor, momento em que o bandido atirou.

A vítima conseguiu se esquivar e passou a lutar com Daniel. Com a ajuda do outro rapaz, de 26 anos, ele conseguiu derrubar Daniel e desarmá-lo. Na luta, o bandido quebrou o braço, teve fratura exposta.

As vítimas acionaram a Polícia Militar, que compareceu no local e prendeu Daniel. Questionado sobre a arma, o autor disse que havia conseguido com um vizinho, mas o homem não foi localizado. Daniel vai responder por tentativa de roubo, seguido de morte.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions