A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

05/05/2018 09:48

"Achei que era brincadeira até ver a arma", diz vítima de ladrões mortos

Empresário esperou dupla sair e iniciou perseguição; comerciante atingiu moto de assaltantes após desviar de 2 tiros

Danielle Valentim e Bruna Kaspary
Como eu já estava saindo, fui atrás”, revela o comerciante. (Foto: Saul Schramm)"Como eu já estava saindo, fui atrás”, revela o comerciante. (Foto: Saul Schramm)

Com a condição de não aparecer, o dono de um açaí na Rua Ipamerim, no bairro Moreninha II, relatou como foi a abordagem dos assaltantes, que morreram após perseguição na noite de ontem (4), na Avenida Gury Marques, em Campo Grande. O empresário de 34 anos conta que antes de ter a arma apontada para a cabeça pensou que se tratava de uma brincadeira.

O comerciante conta que já estava saindo do estabelecimento, quando a dupla chegou e anunciou o assalto. “Eles mostraram a arma eu achei que era brincadeira, mas aí colocaram na minha cabeça e disseram que não era brincadeira. Estouraram minha corrente de ouro, levaram o meu celular, de clientes e funcionários e foram embora. Como eu já estava saindo, fui atrás”, revela.

Durante a perseguição, o empresário parou o carro ao lado dos assaltantes em um posto de combustível e viu quando os envolvidos contavam o dinheiro levado. “Mas eles me reconheceram, apontaram a arma e aceleraram. Enquanto fugiam dispararam a primeira vez, eu abaixei a cabeça. Então eles atiraram de novo e acertaram o meu pneu. Foi quando eu perdi o controle e acertei a motocicleta deles”, disse.

O comerciante lembra que o atirador morreu na hora, já o piloto sofreu uma parada cardíaca enquanto era socorrido.

Crimes no bairro - O empresário afirma que o bairro contabiliza muitos assaltos em pontos de ônibus, mas não em comércios. Ele conta que a mãe já tinha sido furtada na época da construção da lanchonete. Na época, bandidos levaram a carteira do comerciante e ainda sacaram R$ 3 mil da conta, pois a senha estava entre os documentos.

Arma sumida - A arma usada pelos assaltantes mortos no acidente sumiu e a polícia acredita que algum dos curiosos que se aproximaram para ver a cena possa tê-la pegado. Os bandidos estavam sendo perseguidos pela vítima, que perdeu controle da direção e atingiu a moto usada pelos jovens.

Apenas dois celulares roubados foram achados no local. A corrente de ouro também desapareceu. O empresário teve apenas ferimentos leves. O tiro dado pelo suspeito atingiu a lataria perto do parabrisa.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) esteve no local e atestou os óbitos. Foi o médico da equipe que estimou as idades dos ladrões, já que eles não tinham documentos.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions