A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

18/10/2015 16:28

"Bolha de calor" não estoura, mas ganha força e põe MS a 43ºC na quarta

Leonardo Rocha e Luana Rodrigues
Temperatura pode chegar a 43°C no Estado nesta semana (Foto: Arquivo)Temperatura pode chegar a 43°C no Estado nesta semana (Foto: Arquivo)
Florícia disse que toma muita água e deita no chão da sua casa para aliviar o calor (Foto: Fernando Antunes)Florícia disse que toma muita água e deita no chão da sua casa para aliviar o calor (Foto: Fernando Antunes)
Andreia Menezes ressaltou que nunca passou tanto calor na vida, por isso está andando apenas cm roupas leves (Foto: Fernando Antunes)Andreia Menezes ressaltou que nunca passou tanto calor na vida, por isso está andando apenas cm roupas leves (Foto: Fernando Antunes)

Para quem está incomodado com o calor em Mato Grosso do Sul, neste final de semana, pode se preparar que a temperatura vai aumentar ainda mais, chegando a 43°C no decorrer desta semana, considerando-se a previsão do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) para a quarta (21) e quinta-feira (22). 

A previsão deste domingo aponta máxima de 40°C no Estado, com mínima de 16° C, com uma breve "queda" na terça-feira para 39°C, mas depois uma nova onda de calor irá chegar, aumentando a temperatura para 41°C na terça-feira (20), tendo a mínima de 20° C.

O clima não vai deixar trégua e chegaremos a 43°C na quarta-feira (21), com mínima de 21°C, continuando com a mesma temperatura um dia depois. Em Campo Grande a situação segue idêntica com uma pequena variação, chegando no máximo a 39°C, no meio da semana.

Segundo o Inmet, para capital do Estado, o domingo fica com máxima de 35°C e mínima de 23°C, no entanto a partir de segunda-feira começa a subir, com máxima de 36°C, chegando a 37°C na terça-feira e ao patamar de 39°C, na quarta-feira, com mínimo de 25° C. Esta situação como no Estado permanece igual na quinta-feira.

Durante toda semana teremos dias de sol, parcialmente nublados, no entanto sem previsão de chuva. A umidade relativa do ar também vai ser baixa, o que deixa o clima ainda complicado para população.

A situação só fica mais amena no extremo sul e sudoeste de Mato Grosso do Sul, quando de acordo com Inmet, podem ocorrer pancadas isoladas de chuva no período da tarde, a partir da terça-feira (20).

Infernal - A população reclama do calor intenso, tenta tomar algumas precauções para diminuir o sofrimento, mas não deixa de fazer piada e brincar com esta situação na cidade. "Está muito quente, estamos no final dos tempos, parece que vai pegar fogo no mundo, sempre tomo bastante água e deito no chão quando chego em casa", disse a pedagoga Florícia Gonçalves, de 43 anos.

Já a jornalista Andreia Menezes, 25, afirmou que nunca passou tanto calor em Campo Grande, e que o problema é que a situação está ficando pior. "Uso protetor solar, tomo água, além de roupas leves, como este vestido neste domingo, não pode esquentar mais, não vamos aguentar".

O comerciante Claudemir Brum, 60, disse que já morou em cidades quentes, como Cuiabá, mas pela primeira vez está espantado com Campo Grande. "To morando no inferno, mas já aviso sobre isto há muito tempo, que vai ficar cada vez mais quente, está perigoso até sair para trabalhar, não podemos fazer nada, só nos resta enfrentar".

Nacional - No âmbito nacional a situação também vai parecida, com alertas de seca e de onda de calor, o primeiro nos estados de Goiás e Distrito Federal, com previsão de umidade relativa de até 10% em Goiás e Distrito Federal, assim como no Piauí. Esta situação vai ser complicada para o noroeste de Minas Gerais, o extremo oeste da Bahia, o centro e o sul do Maranhão, a metade sul do Tocantins e a metade leste de Mato Grosso.

O cenário também pode chegar aos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco, áreas com perigo potencial, com umidade podendo ficar em 25%. Já a onde de calor irá atingir o noroeste de São Paulo, norte e leste de Mato Grosso do Sul, centro-sul de Tocantins e o centro-leste de Mato Grosso e todo o estado de Goiás, incluindo o Distrito Federal.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions