A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

26/02/2014 10:35

Com trabalho de detentos, Governo entrega reforma de escola no Coophavilla II

Aliny Mary Dias e Leonardo Rocha
Escola foi reinaugurada nesta quarta-feira (Foto: Marcos Ermínio)Escola foi reinaugurada nesta quarta-feira (Foto: Marcos Ermínio)

Foi concluída e inaugurada na manhã desta quarta-feira (26) a reforma da Escola Estadual Professora Delmira Ramos dos Santos, situada no bairro Coophavilla II. As obras começaram em janeiro e foram executadas por internos do regime semiaberto.

Foram gastos R$ 64 mil na pintura geral do prédio, revitalização de calçadas, quadras e bebedouros, pintura de banheiros, reparos hidráulicos, elétricos e serviços de jardinagem. Ao todo, sete detendos do presídio da Gameleira participaram do projeto “Pintando Educação com Liberdade”.

A parceria entre a SED (Secretaria Estadual de Educação), a 2ª Vara de Execução Penal e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) beneficiou os 300 alunos do ensino integral da escola.

Todas os reparos foram feitos no período das férias e cada interno recebeu a remuneração de um salário mínimo. Outro benefício ao detento é que a cada três dias trabalhados um de pena é diminuído.

O detento Cícero Alves Ferreira, 41 anos, trabalhou como motorista e auxiliou na pintura. “Se tiver uma nova oportunidade, eu estou apto a trabalhar. Além de diminuir a pena, me tornei útil para sociedade”, explica,

Para o diretor da escola, Valfrido Machado da Silva, no início a história de detentos trabalharem na reforma foi recebida com estranheza. “Mas agora vemos que o projeto transformou o ambiente da minha escola, foi uma grande ideia do Governo Estadual”.

Mais de 300 crianças estudam na escola em período integral (Foto: Marcos Ermínio)Mais de 300 crianças estudam na escola em período integral (Foto: Marcos Ermínio)

O juiz Albino Coimbra Neto explica que a integração entre a comunidade e os detentos em processo de ressocialização traz benefícios para todos. “Os internos aprenderam várias funções do presídio funcional e agora colocam em prática. O sistema pode oferecer ações positivas para cidade e espero que isso diminua a entrada de novas pessoas nos presídios, pois servirá de exemplo para os que estão de fora”, completa.

Segundo o governador André Puccinelli, que participou da cerimônia de reinauguração do prédio, o projeto foi bastante positivo. “Eles aproveitaram a oportunidade que foi lhes dada. Queremos estender esse projeto para todas as escolas estaduais de Campo Grande e quem sabe levar para o interior, será um exemplo a ser seguido, servirá de modelo.

Em toso o Estado, segundo o secretário de Segurança, Wantuir Jacini, 17 presídios possuem salas de aulas para os detentos. Jacini lembrou que na época da gestão de Nelson Trad Filho (PMDB) mais de 100 detentos trabalhavam limpando as ruas e o projeto sempre trouxe bons frutos para a Capital.

Em toda a Capital, mais 20 escolas serão reformadas e no Estado serão 100. A maioria, segundo o Governo, receberá pequenos reparos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions