A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Agosto de 2019

02/07/2019 08:01

"Duas cidades": névoa cria extremos e surpreende campo-grandenses

Enquanto em parte da cidade, não dava para ver o outro lado da rua, em outros lugares estava tudo normal

Marta Ferreira e Mirian Machado
Na Vila Jacy, névoa encobriu o bairro por volta das 7h30. (Foto: Henrique Kawaminami.Na Vila Jacy, névoa encobriu o bairro por volta das 7h30. (Foto: Henrique Kawaminami.
No mesmo horário, Jardim dos Estados estava como todo dia, com céu claro. No mesmo horário, Jardim dos Estados estava como todo dia, com céu claro.

Parece que Campo Grande foi dividida em dois extremos na manhã desta terça-feira. Enquanto um lado se surpreendia com a névoa, que atrapalhava até atravessar a rua na Nova Campo Grande, no mesmo horário outra região estava com jeito de “dia normal”, com o sol aparecendo aos poucos e o tempinho mais fresco dos dias de inverno campo-grandense.

A névoa também fechou o Aeroporto Internacional para pousos e decolagens, surpreendeu parte das pessoas, mas conforme o serviço de meteorologia, é comum para a época.

No Jardim Leblon, o aposentado Jamir Fernandes Costa, de 70 anos, acordou às 6h15 para caminhar e encontrou o céu encoberto e até escuro. "Há muito tempo não via assim, não é tão comum neblina aqui na região". Mas não se chateou. Gosta do tempo desse jeito pois, como disse, fica mais fresco para caminhar.

Também aposentado, Vitor Barbosa, 59 anos, despertou antes das 5h, para fazer atividade física logo ao amanhecer. Contou que às 5h30 a névoa aumentou e começou a se dispersar por volta das 6h30, quando já voltava da padaria. “Prefiro tempinho assim”, revelou.

"Acordei já na metade da neblina', comentou rindo o aposentado Wilson de Souza Vaz, 73 anos.

Ele estranhou porque a experiência de vida mostra que o fenômeno ocorre normalmente próximo de córregos ou em lugares baixos. "Achei que ia ficar assim o dia todo, mas passou rápido”. Diferente dos outros entrevistados, Vaz prefere céu claro. “Não gosto não".

O que foi - O meteorologista Natálio Abrão explicou que o fenômeno visto no início desta manhã é chamado de nevoeiro de radiação, comum no inverno e tem a ver com as características da estação em Campo Grande. Segundo ele, ''ocorre quando o ar mais frio e úmido tem contato com o chão quente", disse.

Ainda segundo o meteorologista, o nevoeiro vai se dissipar à medida em que o sol for ficando mais forte. Em algumas regiões da cidade, a névoa já se dissipou.

Wilson Vaz acordou tarde e viu só metade da neblina. Wilson Vaz acordou "tarde" e viu só "metade" da neblina.
Jamil Costa disse que gostou da supresa matinal. Jamil Costa disse que gostou da supresa matinal.
Imagem da neblina em uma região e do céu azul no Jardim dos Estados. (Fotos: Direto das Ruas)Imagem da neblina em uma região e do céu azul no Jardim dos Estados. (Fotos: Direto das Ruas)
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions