A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

27/05/2013 08:56

“Tudo indica que sim”, diz secretária sobre morte de jovem por H1N1

Ângela Kempfer e Jéssica Benitez
Janaína morreu no sábado, aos 19 anos.Janaína morreu no sábado, aos 19 anos.

A secretária estadual de Saúde, Beatriz Dobashi, disse na manhã desta segunda-feira que não há confirmação sobre a causa da morte da estudante de Arquitetura Janaína Sonsim, de 20 anos. “Mas tudo indica que sim”, pontuou, sobre a suspeita da jovem ser vítima do vírus H1N1.

Janaína foi internada na madrugada de sábado, com sintomas de gripe, e morreu 13 horas depois, no Proncor. Segundo a secretária, a suspeita maior é de que a universitária tenha sido vítima da gripe suína, mas de "vírus diferente da época em que surgiu a epidemia de H1N1".

Dobashi explicou que todos os casos de internação por gripe são investigados para detectar a ocorrência do H1N1. Este ano já foram 64 notificações, 39 em Campo Grande. Mas até agora apenas uma foi confirmada, em Três Lagoas.

A secretária aproveitou para alertar sobre os cuidados nesta época do ano. “A população tem de tomar cuidado. É época de frio, de propagação da doença”, reforça.

Ela pede aos pais que quando os filhos estiverem muito gripados, segurem as crianças em casa e não levem à escola.
A secretária também lembra que a melhor forma de prevenir a doença “é com higiene”, como voltar a usar o álcool para limpar as mãos.

O governo disponibilizou vacinas para a imunização contra a gripe, mas a meta não foi cumprida em grupos de risco de gestantes e índios, o que mostra a negligência da população diante da doença, avaliou a secretária.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...


É uma vergonha ter de conviver em um país que não consegue realizar um combate contra um vírus que é uma ameaça a nossa saúde. Isso não é falta de verba (dinheiro) , mas sim, o resultado de uma administração que não respeita o povo deste nosso País. Uma administração CORRUPTA , sem VERGONHA NA CARA, e outros adjetivos similares. Infelizmente a mudança só será realizada nas URNAS ELEITORAIS . Um povo consciente , pode colocar pessoas que tenham a consciência da responsabilidade para com um PAÍS. Nosso País é rico, e nós somos inteligentes. Vamos mudar isso gente !
 
Jose Macedo Rodrigues em 08/08/2013 17:54:44
Para fazer Estadios em tempo Record teve dinheiro ,muitos milhões,para a saúde nada,hospitais demoram decadas para ser construídos,não tem dinheiro para vacinas.Acorda Brasileiros.
 
Lia Alves em 27/05/2013 17:00:54
Infelizmente ainda não temos profissional da medicina com conhecimentos em infectologia, é pouquissimo médico em Campo Grande-MS., o resto pra eles são apenas virose..... é lamentar a perda dessa jovem assim como perdi a minha filha com a mesma idade por dengue hemorragica., digo novamente que falta de médicos., estou de acordo com a presidenta em trazer de fora profissionais.
 
ANTONIO DE MATTOS em 27/05/2013 16:14:40
sou avó de dois netos que são pernambucanos e que faz 1 ano e meio que residem em Campo Grande, estou muito preocupada com esta vacinação da gripe H1 N1 tipo A eB , em minha capital meus netos tomavam esta vacina todos os anos por serem portadores de asma brônquica, e até agora eles não conseguiram ser vacinados por ser exigido laudos médicos , como fazê-lo se não tem posses de ir a um consultório , esta capital tem responsabilidade ou não com a sua população, precisa ser visto este problema pelo governo federal , não se pode negar vacinas a quem precisa e já tem históricos, espero ter uma resposta e não ficar de enfeite este comentário, preciso saber onde leva-los para serem vacinados.
 
Magdalia Honorio de Oliveira em 27/05/2013 14:45:35
Meus votos de pesar a família de Janaína Sonsim,que com toda certeza deixa um enorme vazio no coaração os seus antes queridos, Mas apesar da separação difícil de ser enfrentada certamente Deus estava precisando de uma ESTRELA lá no céu e escolheu a mais bela que encontrou e por esse motivo a chamou. A todos os familiares em especial aos pais que neste momento toda e qualquer mensagem não amenizara sua dor, mas desejo que Deus os conforte.
 
Elza Coene em 27/05/2013 13:23:24
o poder publico está uma m....................................

não atingiram a meta de vacinação, agora eles vão esperar as vacinas vencerem e quem quiser tomar vacina terão que procurar o particular!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
idevaldo de jesus em 27/05/2013 13:19:20
Estou fora do grupo de risco, mas tenho asma e bronquite, quis tomar a vacina, mas a burocracia foi tão grande que desisti. Disseram que eu tinha que ter uma indicação médica e blá blá. Se quero tomar a vacina é porque eu não tenho condições financeiras de arcar nem com a vacina, pois havia disponível para a compra ao custo de R$ 100,00 (cem reais) e nem com consulta médica, que, aliás, é mais cara que a própria vacina. Os governantes deveriam ser condenados por homicídio "indireto" toda vez que alguém falece em decorrência da falha e da omissão do Poder Público.
 
José Marco em 27/05/2013 11:00:08
É claro que a meta de vacinação para o grupo de risco não foi cumprida e nem será... O problema é que por uma má interpretação dos informes técnicos para tal vacinação contra a H1N1 as pessoas não conseguem se vacinar... Lembrando que no informe técnico diz claramente que para tomar a vacina deve-se apresentar uma "PRESCRIÇÃO MÉDICA", bem de acordo com o dicionário quer dizer o mesmo que uma receita médica na qual contenha prescrição de remédio para a comorbidade crônica... mas indo ao posto de saúde todos os enfermeiros dizem que o informe tido pela prefeitura é de ter um laudo médico... Fiquei indignada porque para tal laudo requer pelo menos passar por uma consulta médica e exames, mas na área do POSTO DE SAÚDE DO AÉREO ITÁLIA já faz UM ANO QUE NÃO TEM MÉDICO CLÍNICO GERAL.
 
Aryanna Lima em 27/05/2013 10:13:01
Eu gostaria de entender a demora para o diagnostico.
Meu namorado esta internado em SP e no mesmo dia da internaçao, sabado (25/5/13) foi diagnosticado H1N1 tipo B. Com o rapido diagnostico foi rapido de tratar e ele esta tomando tamiflu e se recupera lentamente, pois mesmo nao sendo a tipo A que dizem que é a mais forte, ela é muito forte tbm. Atenção tbm para quem sofre de BRONQUITE, essas pessoas são grupo de risco também!!
Andréa
 
ANDREA COEL em 27/05/2013 10:00:58
A negligência não é somente por parte da população, mas principalmente, por parte do Poder público que não disponibiliza a vacina para toda a população, não existe essa de grupo de risco, isso é baseado apenas em estatísticas, qualquer pessoa pode ser infectada e morrer pelo vírus da gripe, então senhores governantes parem de hipocrisia e dê à população os cuidados necessários com a saúde.
 
jose spencer em 27/05/2013 09:58:53
Uma jovem linda, com o futuro todo pela frente.
Também acompanhei uma menina de 10 anos que contraiu a gripe, sou amiga da família, é terrível, demora para se ter um diagnostico, a liberação do medicamento.
Essa vacina tem que ser tomada por todos, tem que ser direito, vão esperar um surto, morrer mais e mais, liberem essas doses a todos.
Pobre daqueles que não tem um plano de saúde, pq quem tem plano já passa por descaso, hospital lotado, espera dias e dias para conseguir uma consulta....
 
Andrea Pires em 27/05/2013 09:47:56
Essa jovem não foi a unica a contrair está gripe, eu acompanhei um caso de uma menina de 10 anos, ao qual sou amiga da família. A demora a ser diagnosticada é o fator que faz com que essas pessoas piorem e cheguem ao óbito. Está garotinha recebeu alta e está bem, mais e quantos já passaram por isso. A demora também para conseguir a medicação, pobre de quem não tem um plano de saúde.
Essa vacina todos deveriam tomar, deveria ser DIREITO de todos, ou vão esperar um surto, que morram muitos para tomar uma atitude.
Que horror.
 
Andrea Pires em 27/05/2013 09:41:21
Já que não atingiu a meta porque não liberar para quem realmente quer se prevenir e não ficar monopolizando as vacinas para todos.
 
Ana Lúcia R. Mendonsa em 27/05/2013 09:14:45
Como temos que tomar cuidado, se a população em geral não tem acesso a vacina um absurdo, e total descuidado com os cidadãos.
 
Grazielli Conceição em 27/05/2013 09:13:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions