A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

11/08/2016 11:53

"Vamos ter uma solução", diz prefeito sobre pedido para anular multas

Ministério Público questiona aplicação de penalidades de trânsito

Mayara Bueno
Prefeito Alcides Bernal (PP). (Foto: Fernando Antunes)Prefeito Alcides Bernal (PP). (Foto: Fernando Antunes)

“Não queremos Campo Grande a capital da multa”, respondeu o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), a respeito do pedido do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), para que a Agetran (Agência Municipal de Trânsito) cancele as multas dos últimos 12 meses e desligue os radares da cidade.

Afirmou também que dialogará com o Ministério Público, para que ambos cheguem a “uma solução”. A instituição deu 15 dias para o Município responder se acatará ou não o documento.

Por outro lado, o prefeito ponderou que o intuito também é manter o trânsito seguro. “Nós vamos dialogar com o MPE e vamos encontrar a melhor solução para a segurança nas vias, mas não permitir que a cidade seja a capital da multa”.

O Ministério Público leva em consideração uma série de reclamações de condutores, a respeito da transparência e forma da aplicação das multas. Sobre isto, Bernal disse que a Prefeitura verificará o que está acontecendo.

Ontem, a Prefeitura negou que exista irregularidades em radares e equipamentos de aferição e afirma que nunca realizou cobrança de multa em equipamentos que não estivessem em perfeito funcionamento. Desconsiderou a quantidade de reclamações e disse que a manutenção do equipamento é feita a cada 12 meses, como determina o Contran (Conselho Nacional de Trânsito).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions