A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

29/03/2012 19:13

À procura do irmão, mulher sai pelos becos da noite de Campo Grande

Mariana Lopes
Sem perder a esperança de encontrá-lo, ela sai toda semana, durante a noite, em busca do irmão. (Foto: João Garrigó)Sem perder a esperança de encontrá-lo, ela sai toda semana, durante a noite, em busca do irmão. (Foto: João Garrigó)

Com o irmão desaparecido desde o dia 11 de janeiro de 2012, Sandra Pimenta, 38 anos, iniciou uma saga em busca de Rodrigo Wanick Miranda Ferreira, 33 anos, pelas ruas de Campo Grande. Sem perder a esperança de encontrá-lo, ela sai toda semana, durante a noite, junto com uma equipe do Cetremi (Centro de Triagem e Apoio ao Migrante), por praças e becos da cidade.

“Muita gente diz que viu o Rodrigo perambulando pela cidade, mas em regiões diferentes. Isso me faz ter a certeza de que estou perto de encontrar meu irmão”, conta Sandra, com os olhos que chegam a brilhar quando fala da expectativa.

Na noite desta quarta-feira (28), a reportagem do Campo Grande News acompanhou um pouco da saga de Sandra. O percurso começou às 18h, em frente ao Mercadão, onde um jovem identificou Rodrigo através da foto do cartaz que estava nas mãos dela.

Tiago Evangelista dos Santos, 26 anos, trabalha junto com as índias que vendem produtos regionais ali e disse que viu o homem há cerca de uma semana, sentado em um bar em frente ao prédio da rodoviária antiga de Campo Grande. “Sou bom de fisionomia, tenho certeza de que é ele”, diz. Tiago conta que ele está mais magro, barbudo e com o cabelo maior do que na foto.

Becos – A próxima parada da Kombi do Cetremi foi debaixo da ponte na entrada da Vila Nhá-Nhá, lugar de refúgio para muitos moradores de rua. Corajosa e determinada, Sandra não se intimida ao ter de enfrentar este tipo de situação, quando, muitas vezes, encontra pessoas sob efeito de drogas e álcool.

“No começo eu tinha um pouco de medo, mas o meu desejo de achar o Rodrigo é tão grande que até esqueço que pode ser perigoso”, declara.

Rodrigo não estava ali. Mas a noite estava apenas começando, e a cada parada, em vez de desanimar, Sandra renovava as esperanças. O percurso continuou dentro do bairro, onde eles passavam com os olhos sempre atentos às ruas.

De lá, o próximo destino foi a região da rodoviária antiga, novamente sem sucesso. No caminho, a equipe do Cetremi parava em locais específicos, os chamados "mocós". Geralmente são casas abandonadas que os moradores de rua utilizam para dormir ou se proteger do frio durante a noite.

Rodrigo e Sandra (Foto: arquivo de família)Rodrigo e Sandra (Foto: arquivo de família)

Fim da noite – A procura por Rodrigo se estendeu até por volta das 21h. O último local foi em frente à igreja Santo Antônio, na rua 15 de Novembro, onde ela distribui os cartazes com a foto do irmão e encontrou mais uma pessoa que afirmou ter visto Rodrigo.

Mesmo tendo que voltar para a casa sem o caçula, Sandra entrou na Kombi com um sorriso no rosto e se despediu da reportagem do Campo Grande News afirmando que logo entrará em contato com boas notícias.

Início da saga - Caçula de 5 irmãos, Rodrigo sofre de esquizofrenia e em outubro havia recebido alta do Hospital Psiquiatra, em Paranaíba, onde mora com a mãe. Segundo Sandra, durante o período em que ele estava internado, ela havia prometido que assim que recebesse alta, o traria para a Capital para morar com ela.

“Entre todos os irmãos, eu sempre fui a mais apegada ao Rodrigo, mas não tinha condições de trazê-lo para cá no momento, precisava primeiro organizar minha casa e minha família para recebê-lo”, explica.

Sandra ainda conta que o irmão havia parado de tomar os medicamentos pouco antes de desaparecer. Após o sumiço, a família teve a primeira notícia dele por um caminhoneiro, que afirmou ter visto Rodrigo pedindo carona em Água Clara.

A segunda informação chegou de um senhor que havia dado carona a Rodrigo até Inocência. O itinerário levou a família a acreditar que Rodrigo estivesse a caminho de Campo Grande. “Tenho certeza de que ele veio para cá porque eu não fui buscá-lo”, conta Sandra, deixando escapar o sentimento de culpa que carrega por não ter cumprido a promessa que fez ao irmão.

Embora a procura seja longa e Sandra tenha terminado muitas noites com a frustração de não encontrar o irmão durante suas andanças noturnas, a esperança não se apaga no coração da família. “Desde o dia que Rodrigo sumiu, minha mãe dorme todos as noites com a porta de casa aberta, porque ela acredita que ele vai voltar”, diz Sandra.

Contato - Quem tiver informações do paradeiro de Rodrigo, pode entrar em contato pelo telefone 8150-4999.



Dona Sandra vai encontrar Rodrigo é só uma questão de tempo, todos da Polícia Civil torcemos por isso.
 
Reginaldo Salomão em 30/03/2012 12:21:43
sandra que o Senhor te ilumine e de de toda força e sabedoria...que o Rodrigo esteja bem...continue com esta fé e com este amor...POISO AMOR VENCE TUDO...
DEUS TE RECOMPENSARÁ POR TAMANHO CUIDADO, EI O AMAR UM AO OUTRO EM AÇÃO...
PARABENS....!
 
celia felipe em 30/03/2012 11:51:02
Faço idéia do que está passando, mas antes de qualquer coisa saiba que Deus sabe onde seu irmão está, e cuida dele. Também tenho um irmão c/ esquizofrenia sou eu que cuido da medicação dele e te confesso, o jeito mais fácil de cuidarmos deles é através da oração. Não frenquento nenhuma igreja, mas aparendi conversar c/ Deus e ele sempre acalma e orienta meu irmão nos momentos de crise.fik c/Jesus
 
cleonice de souza em 30/03/2012 11:14:03
Sandra tenho certeza que iremos encontra-lo! Deus tem colocado pessoas maravilhosas e solidárias com nossa situação! Prova disso são as pessoas que estão acompanhando aciosos por boas notícias! E sei que Deus vai nos conceder este milagre! Bjuss flor!
 
Monique Larry em 30/03/2012 09:15:31
Mais fé e coragem para vc Sandra e vc vai conseguir.
 
Cristiana Rosa em 30/03/2012 08:26:17
Não querendo ser pessimista, mas não seria ele, o cidadão sem identificação que caiu no corrego?
 
Ronilson Ratier em 30/03/2012 08:08:48
Já foi procurado nos hospitais e Caps da região.... trabalho em Caps e é comum acontecer de aparecer alguém no serviço encaminhado pelo PS, quando conseguimos fazemos contato com a familia. Se ele é um esquizo, o lugar para procura-lo é nos centros de sáúde mental...dependo dos sintomas que ele apresenta na crise, termina sendo levado pela policia ao PS mais próximo.
 
rita de lira roque em 30/03/2012 05:35:09
A esquizofrenia é uma doença que coloca o paciente em uma realidade só dele.
Acaba ouvindo vozes que conspiram contra si, acredita que seja perseguido, vê inimigos em algumas pessoas e foge.
Normalmente o paciente jamais recorre a violência, ele apenas é vítima deste turbilhão de pensamentos que o retira da realidade, sofre muito, e a família junto.
 
Paulo Cruz em 30/03/2012 05:33:00
BOA TARDE,


EM QUE REGIÃO VOCÊS MORAM.

QUAL O LOCAL EM QUE ELE ESTAVA QUANDO DESAPARECEU,
 
MARTA TANNOUS -ME em 30/03/2012 04:56:52
Faço votos que a Senhora Sandra encontre o seu irmão e o encontre bem . Deus abençoe a senhora nesta jornada e conforte o coração da mãezinha do Rodrigo.
 
João Alves de Souza em 30/03/2012 02:26:29
estamos todos com vc Sandra, Deus vai guiar seus passos e te levar ao encontro do Rodrigo, estarei sempre em oração pra que tudo dê certo, parabéns às autoridades do CETREMI pelo excelente trabalho.
 
Carla Gabriela em 30/03/2012 01:50:06
Fé em Deus,vai dar tudo certo;torço por você!
 
Fernando Barros em 29/03/2012 09:54:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions