A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

08/06/2016 08:02

Acadêmicos da UEMS protestam por estrutura em frente à Governadoria

Fernanda Mathias e Guilherme Henri
Acadêmicos querem laboratório equipado e professores efetivos (Foto: Marcos Ermínio)Acadêmicos querem laboratório equipado e professores efetivos (Foto: Marcos Ermínio)

Munidos de cartazes e usando nariz de palhaço, acadêmicos do curso de Medicina da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) de Campo Grande protestam esta manhã em frente à Governadoria, exigindo mais estrutura. O curso teve início um semestre antes da inauguração do prédio, que ocorreu em 03 de agosto do ano passado.

Às 10 horas o reitor da instituição, Fábio Edir Santos Costa, receberá uma comissão de estudantes no escritório da UEMS da Capital, localizado na rua da Paz. Esta é a segunda manifestação da semana, na segunda-feira, dia 06, os acadêmicos pararam as atividades curriculares e protestaram na praça Ary Coelho, no centro.

A acadêmica do primeiro ano Liviane Michelassi, 21 anos, reclama do improviso. “Não tem material e estrutura para estudar. Estamos usando bonecos emprestados da UEMS de Dourados e até da Universidade Federal”.

Isadora Leão, 20 anos, ressalta que a falta de estrutura para a formação de novos profissionais de Medicina acaba penalizando a própria sociedade, que receberá profissionais despreparados.

As reivindicações passam por estrutura de laboratório e materiais como peças anatômicas; instrumentos cirúrgicos; microscópios; bancadas; laminário, professores efetivos e de formação médica. e livros em quantidade suficientes para os acadêmicos, considerando a condição socioeconômica. O curso conta com duas turmas, com 48 alunos, cada.

Prédio novo – Após 15 anos de espera, o prédio da UEMS em Campo Grande foi inaugurado em 3 de agosto do ano passado, um investimento de R$ 50 milhões.

Com uma área construída de 21 mil metros quadrados, a novo campus na Capital dispõe de 7 blocos, que comporta salas de aula, administração, laboratórios, biblioteca, teatro, passarelas, bicicletários, subestação, guaritas, além de um lago artificial central e colunas inspiradas em pinturas indígenas.

A unidade foi inaugurada com 150 servidores, e 1,1 mil alunos, em nove cursos: Medicina, Artes Cênicas e Dança, Bacharelado em Letras, Bacharelado em Geografia, Licenciatura em Geografia, Letras Português-Espanhol e suas Literaturas, Letras Português-Inglês e suas Literaturas, Pedagogia, Turismo e Medicina. A UEMS fica na rodovia MS-080, saída para Rochedo, ao lado da Agraer.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions