ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  11    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Ação de ONG leva roupas e itens de higiene para famílias de Campo Grande

Doações podem ser feitas para a entidade, que vem realizando ações em várias favelas da cidade

Por Guilherme Correia | 30/05/2020 16:15
Ação levou informações sobre violência contra a mulher em roda de conversa (Foto: Divulgação/Cufa)
Ação levou informações sobre violência contra a mulher em roda de conversa (Foto: Divulgação/Cufa)

Integrantes da Cufa (Central Única das Favelas), órgão nacional de orientação e auxílio à populações que vivem em favelas e perfiferias, levaram alimentos e suprimentos de higiene básica, itens indispensáveis durante a pandemia de covid-19, para famílias de Campo Grande.

Neste sábado (3), moradores da comunidade Danúbio Azul, zona leste de Campo Grande, receberam 60 frascos de álcool em gel 70% e roupas femininas, masculinas e de crianças.

De acordo com nota feita pela organização, o trabalho faz parte de parceria com o Fundo Baobá para Equidade Racial. Também foram feitas rodas de conversa sobre violência doméstica, que teve índices elevados durante período de isolamento social, com o aumento de pessoas dentro de casa.

Durante as últimas semanas, foram feitas ações em outros locais da cidade, nas comunidades Só por Deus e Morro do Mandela, e em bairros de periferia como o Los Angeles e Tijuca. A ONG pede que sejam feitas doações em locais divulgados na página do Facebook.

Favelas - De acordo com estudo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Mato Grosso do Sul é o estado com menos favelas no Brasil. Conforme levantamento foram identificados 6.766 domicílios irregulares entre os 908 mil de todo estado.

Campo Grande detem a maior parte dessas moradias - são 38 favelas, sendo a da Homex, próximo ao bairro Paulo Coelho Machado, na região sul da Capital, a maior em número de domicílios em aglomerado subnormal. São 901 domicílios na área ocupada de forma irregular.