ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  09    CAMPO GRANDE 29º

Capital

"Achei que era cigarro", diz preso com maconha que atropelou mulher

Arilton Perin, 39 anos, tem ficha extensa com 9 passagens pela polícia, sendo oito no estado de São Paulo e uma em Ivinhema

Por Kerolyn Araújo | 31/07/2020 08:56
Droga no banco traseiro do carro. (Foto: Divulgação/Batalhão de Choque)
Droga no banco traseiro do carro. (Foto: Divulgação/Batalhão de Choque)


Traficante preso na manhã de ontem (30) com carga de maconha avaliada em R$ 900 mil disse à polícia que acreditava que estava transportando cigarros. Arilton Perin, 39 anos, tem ficha extensa com 9 passagens pela polícia, sendo oito no estado de São Paulo e uma em Ivinhema.

À polícia, Arilton contou que foi contratado para fazer o transporte de carga de cigarro de Nioaque a Campo Grande. Segundo o traficante, ele pegou o veículo Fiat Uno já carregado em um posto de combustível na cidade e seguiu para a Capital.

Quando estava chegando na cidade, o traficante foi abordado por policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar na BR-060. Ele fugiu e, no trajeto, acabou atropelando uma motociclista no bairro Aero Rancho. Arilton só parou o carro após bater numa lixeira na Rua Barra do Corda, no Jardim Centenário.

Dentro do carro a polícia encontrou 607 quilos maconha. A droga foi avaliada em R$ 900 mil.

Preso, Arilton chegou a se apresentar aos policiais com nome falso. Ele tem oito passagens em São Paulo e uma em Ivinhema por roubo de 35 mil levados de uma idosa de 69 anos. O crime foi 2007.

O traficante passará por audiência de custódia nesta sexta-feira (31).