A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

16/02/2012 13:10

Acusado de estelionato é perseguido e detido por vítima em Campo Grande

Francisco Júnior e Fernando da Mata

Comerciante esteve a procura do acusado durante um ano

Comerciante procurou pelo acusado durante um ano. (Foto: Fernando da Mata)Comerciante procurou pelo acusado durante um ano. (Foto: Fernando da Mata)

Ao investigar suposto sequestro de um homem de 46 anos, a Polícia acabou descobrindo uma denúncia de estelionato. O caso ocorreu na tarde ontem (15), na Vila Bandeirantes, em Campo Grande. Renildo Alves foi detido por um comerciante da região que o acusa de ter aplicado um golpe de R$ 3,3 mil.

A confusão aconteceu por volta das 16 horas. Conforme o comerciante Fábio Silva das Graças, 31 anos, dono de uma conveniência no bairro Vila Bandeirantes, ontem ele recebeu a ligação de um amigo informando que estava em um posto de combustíveis e encontrou com um homem que havia lhe aplicado golpe há cerca de um ano.

Fábio conta que foi até o local e reconheceu Renildo. Com ajuda de dois amigos, admite que levou o homem a força até a conveniência. Lá, segundo ele, Renildo garantiu que iria fazer o pagamento e que precisava ligar para uma advogada. Ele fez a ligação e informou sobre ter sido levado a força até o local

“Ela me disse que o que estamos fazendo era sequestro e que iria chamar a Polícia”, lembra Fábio.

Uma hora depois, a irmã de Renildo procurou a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga relatando que seu irmão foi espancado e sequestrado por três homens, em um posto de combustíveis.

Ao mesmo tempo, depois de falar por telefone com a advogada de Renildo, Fábio também chamou a Polícia até a conveniência e contou porque havia detido o homem.

O golpe - Segundo o comerciante, há cerca de um ano, Renildo passou a frequentar a conveniência dele se apresentando com o nome de Marcos.

Conforme Fábio, teve uma ocasião que Renildo esteve no local relatando que havia terminado um serviço, mas que recebeu o pagamento em cheque pré-datado. “Ele consumiu alguns produtos e me pagou com cheque e, ainda, pediu para voltar troco”, disse Fábio ressaltando que isso aconteceu outras quatro vezes.

De acordo com o comerciante, ele só percebeu que era vítima de um golpe ao fazer o depósito do primeiro cheque. O banco, ao compensar, constatou que o cheque era roubado. “Nem esperei a data dos outros cheques e depositei. Fui informado que eles também eram roubados”. O comerciante ficou com um prejuízo de R$ 3,3 mil.

Fábio conta que após passar os cheques, Renildo nunca mais esteve na conveniência. “Fiquei procurando por um ano inteiro”.

Policiais da Derf, após o comerciante explicar o que estava acontecendo, encaminharam os dois para a delegacia.

Um boletim de ocorrência por estelionato foi registrado contra Renildo. Ele foi ouvido, mas como não houve flagrante, foi liberado em seguida.

Fábio diz que não tem esperança em amenizar o prejuízo “ O dinheiro tenho certeza que não vou receber”.

Durante discussão, adolescente de 17 anos é esfaqueado pelo amigo
Um jovem de 17 anos foi levado em estado grave para a Santa Casa após ser esfaqueado na noite deste sábado, na frente da casa em que mora no Bairro G...
Após furtar obra, ladrão é capturado por moradores e ferido a tiros
Marcio Estacio Duarte Teixeira, de 31 anos, foi socorrido a Santa Casa de Campo Grande após ser atingido por dois tiros na madrugada deste domingo (1...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions