A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

06/12/2013 09:27

Acusado de estuprar quatro filhas há três anos, pai é ouvido e liberado

Graziela Rezende

A Polícia Civil investiga, há três dias, estupros cometidos por um homem contra as três filhas, no Portal Caiobá, em Campo Grande. As adolescentes possuem idade entre 11 e 17 anos, sendo que as meninas decidiram denunciar o fato, após perceberem que o pai já estaria aliciando a mais nova, a 4ª vítima.

Segundo a delegada Regina Márcia Rodrigues, responsável pelas investigações, elas já prestaram depoimento e confirmaram os abusos. Ao Conselho Tutelar, uma delas comentou que o fato ocorria há três anos. “As meninas já tinham comentado com a mãe, mas ela disse que jamais acreditou”, afirma a delegada.

Assim que o fato chegou ao conhecimento da Depca (Delegacia Especializada de Proteção a Criança e o Adolescente), o pai foi chamado para prestar depoimento. “Como não se tratava de uma situação de flagrante, já que a ocorrência foi registrada 48 horas antes, o suspeito foi ouvido e liberado”, diz a delegada.

Com a versão dele, a de testemunhas e os laudos periciais, a Polícia irá analisar a possibilidade de decretar a prisão preventiva do suspeito. O homem de 37 anos nega o crime, embora a mais velha confirma ter sido violentado dos 13 aos 16 anos, bem como a de 13 e 15 anos. Todas permanecem em um abrigo da Capital.

Outro caso – No dia 3 de dezembro, o Campo Grande News denunciou outro caso semelhante, em Sidrolândia, a 71 quilômetros da Capital. São meninas de 12, 14 e 16 anos, que garantem ter sido abusadas pelo padrasto há nove anos, conforme a conselheira tutelar Aide Barbosa.

Elas, juntamente com a mãe, uma auxiliar de limpeza de 50 anos, também foram levadas para uma casa abrigo da cidade, onde recebem apoio psicológico desde segunda-feira (2).



Elas foram para um abrigo e ele voltou para casa. É isso aí, penalizadas até que se conclua o processo. BARBARIDADE!
 
Marcia Maria em 06/12/2013 22:41:33
Realmente a Justiça é cega. Liberado porque não foi pego em flagrante, Como irá pegar em flagrante; esses casos acontecem dentro de casa e naum temos policial em cada casa para registrar tudo o que acontece de errado. Agora só vai preso se pegar em flagrante ta feio o negócio mesmo heim
 
Claudineia Silva em 06/12/2013 19:24:16
Bem, que a justiça é cega isso ninguém tem dúvidas, até no tribunal do juri lá no fórum a estatueta que representa a dita tal JUSTIÇA, está com uma venda nos olhos! O que podemos esperar? Só a justiça de Deus, porque essa não falhará...
 
Lina Rodrigues em 06/12/2013 16:21:59
Eu já disse, na ditadura a coisa era bem diferente!
 
JORGE MIRANDA em 06/12/2013 13:56:11
Acorda políticos, tem que ter uma pena mais dura para estes s... Votamos para sermos bem amparados pela lei e os políticos que fazem as leis simplesmente não tomam atitude sobre a reforma penal no Brasil. Castração para estupradores e Pena de Morte para traficante. Tem que banir eles da face da terra. Estes bandidos não tem como integrá-los na sociedade novamente.
 
Placida Barros em 06/12/2013 13:52:48
A mãe deve ser responsabilizada juntamente com esse sem vergonha porque as mães tem o DEVER de cuidar e proteger os filhos.
 
erenice dos santos p lopes em 06/12/2013 13:22:45
Brasil sil sil sil sil!!!! Vamos lembrar pelo que estamos torcendo na copa!!!! Um país podre e sem justiça!!! Uma país que já começou com corrupção trapaças desde o descobrimento.
 
jonas filho em 06/12/2013 12:51:48
tantas mulheres a solta, e um verme desse abusando das filhas, de acordo tem que castrar, duvido se alguém queria aprontar.
 
francisco luis em 06/12/2013 12:01:18
que mãe negligente! devia ser presa também, junto com o safado.
 
bianca martins em 06/12/2013 11:31:47
Esse é o Brasil que me dá vergonha, com tantas provas e mesmo assim o cara é liberado e está pronto pra continuar cometendo o mesmo crime. Um ser como esses nem merece ser chamada de pai e mãe.
 
Patrícia Penha em 06/12/2013 11:09:27
Se fosse minhas filhas, esse fulano já estaria no inferno com certeza.
 
jose luiz pereira em 06/12/2013 10:39:40
Que a justiça seja feita, mas a esposa deve ser considerada cúmplice, porque não acreditou nas informações das filhas, e não se interessou em investigar a situação.
 
VALDIR VILLA NOVA em 06/12/2013 10:37:42
Esse precisa ser castrado, fica solto e as meninas da adolescente correm o risco de passar pela mesma situação que as filhas passaram. Pouca vergonha!
 
Gabriela Nunes em 06/12/2013 10:23:42
A JUSTIÇA NÃO EXISTE NO BRASIL, NINGUEM VAI FAZER NADA , PQ ESPERAR PELA JUSTIÇA É PERDA DE TEMPO.
 
FABIANO SANTOS em 06/12/2013 10:10:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions