A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

06/06/2015 17:15

Acusado de matar e desaparecer com ex-mulher é preso em Três Lagoas

Lúcio Borges
Pedreiro já havia torturado e estuprado a esposa em 2014. (Foto: Divulgação Minuto MS)Pedreiro já havia torturado e estuprado a esposa em 2014. (Foto: Divulgação Minuto MS)

O acusado de matar e desaparecer com corpo da ex-mulher em Campo Grande, Alex Arlindo Anacleto de Souza, 32 anos, foi preso neste fim de tarde de sábado (6) em Três Lagoas, a 338 km da Capital. O rapaz, que é pedreiro, estava sendo procurado pela polícia como o principal suspeito de matar a ex-companheira Isis Caroline da Silva Santos, 24 anos. A jovem ficou desaparecida por cinco dias, sendo encontrada morta na madrugada de hoje, em Ribas do Rio Pardo.

Agentes de Campo Grande da 5ª Delegacia de Polícia Civil, já estão em Três Lagoas e realizam levantamentos para a transferência do suspeito à Capital.

Isis que estava desaparecida desde segunda-feira (1º) teve o corpo encontrado nesta manhã (6), atrás do posto de combustíveis Mutum, em Ribas do Rio Pardo, distante 103 km da Capital, região Norte do Estado.

Como o Campo Grande News divulgou no fim da manhã de hoje, de acordo com delegado da 5ª DP, Jairo Carlos Mendes, a polícia havia descoberto ontem a noite que a mulher estava morta. Ainda não se sabe como a vítima foi morta, mas o caso devido à violência contra a Mulher será repassado para a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

Conforme informações da polícia foi o próprio Alex que informou onde havia deixado o corpo da ex-mulher. “A gente já estava tratando o desaparecimento dela como homicídio, por causa do histórico de agressões que ela vinha sofrendo do marido”, explicou Mendes, que completou dizendo que as circunstâncias da morte, somente a perícia realizada e os laudos poderão concluir como Isis foi assassinada.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions