A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

08/08/2018 11:48

Acusado de tentar matar rival em “guerra de gangues” vai a júri nesta quinta

Welinton, vulgo “Tucano”, atirou contra a vítima em uma Praça, no Moreninha II, em março de 2014

Danielle Valentim

Depois de quatros anos, Welinton Aparecido da Silva Souza, o “Tucano”, de 23 anos, será julgado pela tentativa de homicídio contra Lucas de Moraes Charão, em praça do bairro Moreninhas II, em Campo Grande. O crime foi motivado pela rivalidade entre gangues da Moreninhas II e Mário Covas. O júri acontece na 1ª Vara do Tribunal do Júri.

O réu tentou matar a vítima no dia 24 de março de 2014, por volta da 22h25, na rua Barreiras. Na companhia de um adolescente e de Lucas Silveira Leite Ortiz, vulgo "Xuxa", Welinton disparou várias vezes contra Charão, que foi baleado com um tiro, mas conseguiu fugir.

Na época, Welinton era membro de gangue do bairro Mário Covas e possuía rivalidades com membros do bairro Moreninha II. Como o trio não encontrou Vinicius Thiago, vulgo “Thiaguinho”, atingiram Charão, que era amigo desse rival.

A vítima estava sentada na praça, quando o trio chegou em um Uno vermelho. Tanto Welinton como um adolescente atiraram contra Lucas Charão, que conseguiu fugir até o Posto de Saúde das Moreninhas e depois foi levado à Santa Casa.

O trio queria matar “Thiaguinho”, pois o mesmo era suspeito de assassinar José Domingos Fernandes Neto, vulgo “pintinho”, um dos membros da gangue do Mário Covas, meses antes do fato. Welinton tinha comprado a arma antes do crime, por R$ 1,2 mil, e após tentar matar Lucas vendeu a um desconhecido.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions