ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEGUNDA  17    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Jovens que assassinaram vendedor negam ser garotos de programa

Por Paula Vitorino e Paula Maciulevicius | 06/03/2012 08:57

Adolescente e jovem mataram homem a pauladas após manter relações sexuais

Homem foi encontrado morto na manhã de ontem. (Marlon Ganassin)
Homem foi encontrado morto na manhã de ontem. (Marlon Ganassin)

Os dois jovens que mataram a pauladas Luiz Augusto Mendes Rachel, de 49 anos, negaram à Polícia Civil que sejam garotos de programa e disseram que a vítima foi o primeiro "cliente".

O corpo de Luiz Augusto, que era vendedor de flores, foi encontrado na manhã de ontem em uma estrada vicinal que dá acesso a várias chácaras na região do aeroporto Teruel, em Campo Grande.

Os dois rapazes, Luiz Felipe Valentim, de 18 anos, e um adolescente de 15 anos, foram localizados ontem à tarde e autuados em flagrante pelo homicídio. Nenhum eles tinha passagens pela Polícia, de acordo com a delegada Gabriela Stainere, da Depac (Delegaca de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga.

Ainda segundo a investigação, o adolescente frequenta a escola de manhã e o jovem tem emprego fixo, ajudando o tio no trabalho.

Eles contaram que conheceram o vendedor de flores há cerca de três semanas, quando ele os “paquerou” enquanto passavam pela rua e ofereceu R$ 200 para cada um para sair com ele. Depois, um segundo foi marcado, mas dessa vez pelo preço de R$ 80 para os dois.

O terceiro e último encontro aconteceu na noite de domingo. Um preço ainda não havia sido combinado, mas os envolvidos entraram em conflito porque o vendedor quis fazer penetração com os garotos. Nos outros relacionamentos, o acordo era Luís fazer somente sexo oral nos dois meninos.

Com a insistência do vendedor, os acusados dizem que ficaram irritados e um deles deu um soco no rosto de Luís. Logo depois, os dois começaram a chutar o rosto da vítima, pegaram um pedaço de pau que encontraram no local e baterem várias vezes no homem.

Ainda segundo os acusados, o carro da vítima foi pego somente para fugir. Eles foram presos após a Polícia Militar receber informações de que o carro estava no bairro Ramez Tebet.

Os garotos também afirmam à Polícia que não tinham a intenção de matar e fugiram quando viram que Luís ficou parado, mas só ficaram sabendo da morte pela imprensa.

Sobre o local do encontro, os garotos disseram que sempre mantinham relações com o vendedor em ruas desertas, na região do bairro Los Angeles, e Luís sempre passava para levá-los de carro.

Desfecho - Ainda hoje o adolescente deve ser encaminhado para uma das Uneis (Unidade Educacional de Internação) e o inquérito para a Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude).

Já o jovem aguarda a decisão judicial para qual unidade penitenciária deve ir e o caso será investigado pela 4ª Delegacia de Polícia Civil.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário