A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

18/07/2012 10:09

Advogado diz que médico cassado por abuso chora e jura inocência

Aline dos Santos

“Ele está sendo injustiçado”, afirma o defensor

O advogado Evaldo Côrrea Chaves, que atua na defesa do médico Marcus Vinicius Carreira Bentes, cassado hoje pelo CRM-MS (Conselho Regional de Medicina) por abuso, conta que ele chora e jura inocência ao falar sobre a denúncia. “Ele está sendo injustiçado”, afirma o defensor.

Além do processo administrativo, o médico, que é major do Exército, também responde a processo no STM (Superior Tribunal Militar). Em 2011, ele foi condenado a um ano de detenção. A defesa recorreu ao STF (Supremo Tribunal Federal) e aguarda julgamento.

O advogado alega cerceamento de defesa e que depoimentos de um casal de Fortaleza, que também denunciou o militar, foi utilizado no processo, apesar de ele ter sido absolvido por falta de provas no caso relatado na capital do Ceará.

Segundo Chaves, foi questionado o fato de ele atender a paciente sem auxílio de uma assistente. “As assistentes só auxiliavam os ginecologistas. Apesar de 30% dos pacientes dos urologistas serem mulheres. Em geral, elas são encaminhadas pelos ginecologistas para tratamento do sistema urinário”, afirma.

A denúncia por abuso foi feita por uma paciente do Hospital Geral de Campo Grande em 2007. A mulher denunciou que o médico urologista pediu que ela levantasse o vestido e tocou em seu órgão genital sem luvas. Segundo a paciente, ele apresentava sinais de excitação. A paciente foi ao local para entregar resultados de exames solicitador por um outro urologista.

Conforme a denúncia, o militar já se envolveu em pelo menos outros seis casos de abuso sexual. Os casos foram registrados em Lorena, interior de São Paulo, e em Fortaleza.

Cassado, médico será transferido para funções administrativas do Exército
O CMO (Comando Militar do Oeste) informou que o médico Marcus Vinicius Carreira Bentes, cassado pelo CRM-MS (Conselho Regional de Medicina), será tra...
CRM cassa médico do Exército denunciado por abuso sexual
A denúncia por abuso foi feita por uma paciente do Hospital Geral de Campo Grande em 2007Denunciado por abuso sexual, o médico do Exército, Marcus V...
Médico do Exército acusado de abuso sexual é condenado a 1 ano de prisão
O STM (Superior Tribunal Militar)condenou o médico Marcus Vinícius Carreira Bentes, que é major do Exército, a um ano de detenção por abuso sexual co...


Se fosse um caso isolado, até daria para achar que o ex doutor estaria sendo injustiçado. Mas com o curriculo que ele tem, não tem como não crer que ele é desmerecedor da profissão de médico. Que sirva de exemplo para outros profissionais da área!!!
 
Simone Salles em 19/07/2012 09:35:50
"Injustiçado"?!! Esses advogados... tsc, tsc. Sem ofensas aos demais.
 
Camila Maia em 18/07/2012 12:23:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions