A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

17/03/2015 12:39

Advogado quer que suspeito de matar professor não seja preso em flagrante

Flávia Lima e Filipe Prado
Advogado Marcos Ivan negocia entrega de Francimar para que não tenha prisão em flagrante. (Foto:Filipi Prado)Advogado Marcos Ivan negocia entrega de Francimar para que não tenha prisão em flagrante. (Foto:Filipi Prado)

O advogado de Francimar Câmara Cardoso, 30, garantiu que ele vai se apresentar à polícia, porém o advogado Marcos Ivan disse que está tentando negociar com o delegado do caso, Miguel Said, para que seu cliente não seja preso em flagrante. Segundo o advogado, Francimar não tem antecedentes e tem residência e trabalho fixos na Capital. Ele é suspeito de ter matado o professor Bruno Soares da Silva Santos, 29. O crime aconteceu na manhã de ontem, na escola de cursos técnicos onde Bruno trabalhava como supervisor, na região central de Campo Grande.

“O pedido de prisão foi muito apressado. Vou conversar com a família dele hoje à tarde para ver como podemos fazer para ele se entregar”, disse Marcos Ivan. Ele disse que Francimar está em uma cidade próxima à Capital, mas não informou se está acompanhado por alguém. Ainda de acordo com o advogado, Francimar confessou o crime alegando que sua esposa vinha sofrendo assédio de Bruno. A mulher, que não teve o nome revelado, trabalhava na mesma escola de Bruno.

Marcos Ivan disse que, conforme relatado por Francimar, Bruno sempre saía do trabalho cerca de duas horas depois da esposa do acusado, porém no mês passado, houve umm dia em que ela saiu às 20 horas e acabou sendo abordada por Bruno, que teria cometido uma tentativa de abuso.

Com medo do marido, a mulher teria escondido o caso que, segundo o advogado, foi revelado no último domingo durante uma viagem do casal. Marcos Ivan relatou que Francimar teria ficado muito nervoso, mas não demonstrou à esposa sua intenção de matar Bruno. O advogado disse que a arma utilizada no crime, uma espingarda calibre 26, era uma herança de família e pertencia ao pai de Francimar.

Ainda segundo o advogado, a esposa de Francimar está muito abalada com a suposta tentativa de  e iniciou tratamento psicológico. Marcos Ivan ressaltou que voltará a conversar com Francimar e com a família para arquitetar como poderá ser feita sua entrega à polícia.

Advogado garante que vai apresentar acusado de assassinar professor
Francismar Câmara, acusado de assassinar o técnico de informática Bruno Soares Santos, 29 anos, na manhã de ontem (16), no centro de Campo Grande, de...
Homem é baleado nas costas enquanto caminhava na 14 de Julho
Jovem de 23 anos foi baleado nas costas enquanto caminhava na Rua 14 de Julho, no Bairro Cabreúva, em Campo Grande. Hugo Vinícius Crisanto de Lima fo...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions