A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

15/05/2014 09:03

Alvos de megaoperação, 15 “chefões” do PCC já estavam presos

Aliny Mary Dias e Graziela Rezende
Operação começou na madrugada de hoje e pretende cumprir 85 mandados de prisão em MS (Foto: Marcos Ermínio)Operação começou na madrugada de hoje e pretende cumprir 85 mandados de prisão em MS (Foto: Marcos Ermínio)

Já estão na Acadepol (Academia de Polícia Civil) de Campo Grande os 15 “chefões” da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) detidos no Presídio de Segurança Máxima da Capital durante a operação “Pacto contra o Crime”, deflagrada pela Polícia Civil na madrugada desta quinta-feira (15).

O delegado que coordena as ações, João Eduardo Santana Davanço, da Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado), afirma que dos 48 mandados de prisão preventiva expedidos só em Campo Grande, 35 já foram cumpridos.

Os líderes da facção que estavam no Presídio de Segurança Máxima são responsáveis por coordenar crimes cometidos nos últimos meses e que geraram bastante repercussão e comoção na população como sequestros relâmpagos e roubos que terminaram em morte.

Ainda conforme o delegado, alguns dos 15 integrantes da facção que estavam no sistema prisional já possuíam mandado de soltura para os próximos dias, por isso, a Polícia Civil precisou agilizar a operação que já vinha sendo planejada há 10 meses.

Os “chefões” irão ser investigados em novo inquérito policial e responderão por crime de associação para organização criminosa, que prevê oito anos de prisão. Os presos prestarão depoimento na Acadepol e depois serão encaminhados ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) para exame de corpo de delito.

Dos 35 presos na Capital, 15 estavam dentro de presídio (Foto: Marcos Ermínio)Dos 35 presos na Capital, 15 estavam dentro de presídio (Foto: Marcos Ermínio)

Além dos detidos dentro do presídio, a operação já cumpriu mais 20 mandados de prisão nas ruas. Desses, seis homens foram levados para a Denar (Delegacia Especializada na Repressão ao Narcotráfico) porque foram detidos com drogas.

Operação - Mais de 100 policiais participam da operação que conta com agentes das delegacias das cidades e do DPI (Departamento de Polícia do Interior). Todos os mandados emitidos pela Justiça são contra criminosos que já foram indiciados pela polícia por integrar a facção criminosa.

Além de Campo Grande, a operação também acontece em Dourados, Três Lagoas, Mundo Novo, Corumbá e Dois Irmãos do Buriti. Ao todo, a polícia pretende cumprir 85 mandados de prisão e 14 de busca e apreensão em Mato Grosso do Sul.

Operação isolou líderes após PCC "levantar" endereços de policiais
A ordem para “levantar endereços de policiais e agentes penitenciários”, realizada recentemente por integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital) ...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions