ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 10º

Capital

Ameaçada de morte, mulher já registrou 7 boletins de ocorrência contra o marido

Ele pegou uma faca que estava no carro, mas antes que fizesse alguma coisa com a vítima, a Guarda Civil chegou

Por Mariana Rodrigues e Bruna Marques | 15/03/2021 11:04
Além dos sete boletins de ocorrência, a mulher de 42 anos, pediu medida protetiva contra o autor. (Foto: Henrique Kawaminami)
Além dos sete boletins de ocorrência, a mulher de 42 anos, pediu medida protetiva contra o autor. (Foto: Henrique Kawaminami)

Uma mulher de 42 anos foi ameaçada de morte pelo marido de 40 anos, na noite desse domingo (14). A vítima já registou sete boletins de ocorrência contra o autor e também solicitou medida protetiva. Ontem ele chegou em casa, no Bairro Portal Caiobá, em Campo Grande, embriagado e a ameaçou de morte com uma faca.

Conforme informações policiais, por volta das 21h30, o homem chegou em casa embriagado e acelerando o carro que dirigia. A mulher que estava em casa sozinha ficou com medo, pois segundo ela contou, o marido sempre fica muito alterado e agressivo quando bebe, como em ocasiões anteriores, ele já havia tentado entrar com carro e tudo na casa.

Devido as ameaças e agressividade do homem, e pelo medo que sentiu que ele fizesse alguma coisa com ela, a mulher pediu ajuda para a Guarda Civil Metropolitana. Nesse momento ele saiu de casa, retornando pouco tempo depois, os filhos do casal de 16 anos e 19 anos, já estavam na residência. Ele começou a discutir com um dos meninos que a todo momento pedia para que o pai tivesse calma.

O autor entrou no carro e pegou uma faca de churrasco e continuou com as ameaças de morte contra a mulher, momento em que a Guarda Civil Metropolitana chegou. Ele teve de ser algemado ao ser levado para a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), pois se encontrava muito alterado.

Na Delegacia a mulher contou que vive com o autor há 23 anos, e nesse período de tempo já registrou sete boletins de ocorrência por violência doméstica, pois quando ele bebe se torna agressivo e causa perturbação para a família.

Além dos boletins de ocorrência, a vítima também já havia solicitado medidas protetivas, mas retirou. O caso foi registrado como ameça na Deam e a vítima solicitou nova medida protetiva. O autor aguarda audiência de custódia em uma das celas da delegacia.



Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário