A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

31/03/2013 15:44

Amigos fazem protesto de apoio à família de jovem assassinado

Ângela Kempfer e Viviane Oliveira
Jovens reunidos para a manifestação. (Foto: João Garrigó)Jovens reunidos para a manifestação. (Foto: João Garrigó)

Não por Justiça, nem para fazer pressão, mas por solidariedade, amigos do jovem Matheus Delmondes organizaram uma manifestação como alento à família do rapaz, assassinado no último dia 22 em Campo Grande.

O grupo confeccionou camisetas com a foto do jovem e neste domingo saiu em passeata, alguns andando, outros em carros fazendo buzinaço, até o Parque do Sóter, no fim da Via Parque.

Matheus morava desde que nasceu na Vila Margarida. Sempre estudou na escola do bairro e era conhecido em toda a comunidade, lembra o pai que pediu para não ter o nome revelado.

A família e os amigos temem algum tipo de violência, já que uma semana depois da morte a Polícia ainda não revelou qual o motivo do crime e nem tem pistas sobre os responsáveis.

O jovem, de 18 anos, fez aniversário uma semana antes de morrer. No dia do assassinato, saiu de casa para receber um presente, conta o pai.

De moto, foi até a rua Santa Maria, na região do bairro Coronel Antonino. Por volta das 19h40, conversava com amiga que havia combinado de encontrar, quando 2 homens apareceram e o esfaquearam. A motocicleta, uma Honda CG 125, Titan, foi encontrada logo depois no Parque dos Laranjais, nos fundo de um motel.

Já a Polícia registrou o caso de outra forma. Na versão oficial, o rapaz discutiu com os homens na feira do bairro. Quando saiu, foi seguido pela dupla que roubou a moto de Matheus. A vitima correu, mas foi seguida e depois morta a facadas. A amiga que testemunhou tudo não soube identificar nenhum dos envolvidos no crime.

O pai diz que o filho era “reservado” por isso desconhece qualquer ameaça ou rixa que poderiam ter provocado a morte. “A única coisa que eu posso dizer é que ele era muito querido”.

Entre amigos e parentes, 70 pessoas vestiram nesta tarde a camiseta em homenagem a Matheus para consolar a família e “mostrar como ele era boa gente”, diz um colega que ajudou a organizar a manifestação, mas que também pediu para não ser identificado.

O tio é outro que preferiu não dar o nome. Ele é dono de um lava-jato e garante que o sobrinho trabalhava com ele. “Era trabalhador, conhece todo mundo aqui. Não queremos vingança, só queremos que solucionem o caso”, comenta.

Jovem morto no Monte Castelo foi atingido por três facadas
O jovem Matheus Delmondes de Campos Neves, de 18 anos, que morreu nesta sexta-feira (22), por volta das 20h, foi atingido por três facadas. Ele compl...
Ceinf recebe nesta quinta parque de pneus construído por detentos
Acontece nesta quinta-feira (14), a partir das 8h no Ceinf (Centro de Educação Infantil) Rafael Abraão - CAIC Aero Rancho, a entrega do parque constr...


Devemos apoiar essa família que está sofrendo, há muitos malandros perigosos em Campo Grande, cadê a invesstigação da polícia os investimentos?????como podem não divulgar à família nenhuma informação correta? Pobre pais que convivem com o descaso e o sofrimento, dor eterna de perder um menino querido como esse, vamos autoridades, façam justiça.
 
ronilda marques em 01/04/2013 08:29:01
Esse menino não tinha amigos !!! Tinha um monte de irmãos,todos nós estamos sofrendo demais a ausencia desse tesouro enviado por DEUS,ja faz uma semana e nada de solução,apesar da policia estar rigorosamente impenhada a solucionar essa barbaridade com um garoto tão amado por uma comunidade inteira....QUEREMOS JUSTIÇA !!!!!!!!!!!!!!
 
Marcelo de campos em 31/03/2013 19:19:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions