ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUINTA  03    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Antes de avaliar afastamento de pastor, vídeo de tapinhas será periciado

Informação foi passada por presidente de igreja no interior do Estado, que participou de reunião para tratar sobre o assunto hoje

Por Liniker Ribeiro | 22/10/2020 16:45
Pastor em evento da Assembleia Legislativa em 2013. (Foto: Divulgação)
Pastor em evento da Assembleia Legislativa em 2013. (Foto: Divulgação)

O futuro do pastor Antônio Dionizio, apontado por integrantes da Igreja Assembleia de Deus Missões como a pessoa que aparece em imagens gravadas com celular dando “tapinhas no bumbum” de uma mulher, durante momento de confraternização, ainda não está decidido. Lideranças estiveram reunidas, nesta quinta-feira (22), e conforme apurado pela reportagem, comissão foi montada para analisar os fatos, inclusive o vídeo.

“É uma coisa muito séria e tudo será levado à perícia, como se fosse a Justiça comum”, afirma pastor Daniel Mendes, presidente da igreja no município de Angélica, a 263 quilômetros da Capital.

Mais cedo, lideranças da igreja afirmaram ao Campo Grande News que o pastor seria afastado, mas segundo Daniel, a medida depende de avaliação por parte da diretoria da ComadeMS (Convenção das Assembleias de Deus no Estado de Mato Grosso do Sul).

“Foi nomeada uma comissão que vai analisar os fatos, tudo por meio de processo interno e sobre sigilo. Não houve afastamento nenhum, isso será analisado pela comissão”, garante.

Quatro advogados, segundo o pastor, participaram da reunião desta manhã. Antônio Dionizio não esteve presente, mas foi representado por advogado. “Foi apresentado boletim médico pelo advogado, ele [Antônio] está afastado devido estado de saúde. Ele ficou quase 30 dias internado devido à infecção e recém está se recuperando”, afirmou pastor Daniel.

Pedido – O afastamento do pastor que aparece nas imagens que causaram polêmica faz parte de uma solicitação em que 31 líderes municipais da Assembleia de Deus assinam nota de repúdio contra ele. O pedido é baseado no vídeo em que o pastor aparece dando tapinhas no bumbum de fiel e ex-funcionária da igreja.

“Não compactuamos com tais condutas expostas, sobretudo, porquanto se espera das autoridades eclesiásticas comportamento irrepreensível”, diz o texto.

Quem é ela - A mulher que recebeu os tapinhas é atual namorada do pastor, ex-funcionária da igreja e do gabinete do vereador Junior Longo (PSDB), que concorre à reeleição e é apoiado por Dionizio e alta cúpula da igreja, inclusive seu pai, também pastor, Elias Longo. Ela foi exonerada do cargo de assistente parlamentar na Câmara em 2017.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário