A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Outubro de 2017

01/11/2016 10:05

Antes de ser morto com 15 tiros, mecânico tentou matar homem em festa

Viviane Oliveira e Julia Kaifanny
Peritos no local onde Diego foi morto com 15 tiros.  (Foto: arquivo/Marcos Ermínio) Peritos no local onde Diego foi morto com 15 tiros. (Foto: arquivo/Marcos Ermínio)

Antes de morrer, o mecânico Diego Eufrázio da Silva, 24 anos, atingido com 15 tiros na manhã do dia 8 de outubro, em um posto de combustíveis havia tentado matar um rapaz com tiro no pescoço, durante uma festa no Bairro São Conrado. Ele foi assassinado pelos amigos da vítima que quiseram vingar a tentativa de homicídio.

Conforme o delegado Cláudio Zotto, da 7ª Delegacia de Polícia Civil, o rapaz que atirou em Diego se apresentou na delegacia dias depois. Ele não foi preso porque tinha passado o período de flagrante. Os nomes dos envolvidos no caso não serão divulgados, por enquanto, para não atrapalhar as investigações.

“Em depoimento, o suspeito relatou que foi o único que atirou em Diego. Porém, a polícia quer saber se mais gente participou do crime. O atirador chegou de carro no posto de combustíveis com mais dois amigos. No local foram encontrados tiros de pistola e de calibre 38, o que leva a crer que mais gente atirou. Também não se sabe se Diego atirou antes de ser atingido", explica a autoridade policial. 

Briga na festa - Diego estava na festa junto com amigos em uma chácara no Bairro São Conrado, quando ocorreu uma briga envolvendo mulheres. Diego e os colegas foram separar e acabaram se envolvendo em briga com outros rapazes. Diego, armado com revólver 38, atirou em um dos homens no local e fugiu. A vítima foi socorrida por terceiros e levada para o Hospital Rosa Pedrossian.

Os amigos do homem que havia sido baleado foram atrás de Diego e conseguiram encontrá-lo no posto de combustíveis. Lá, Diego foi morto a tiros e três pessoas baleadas. O pivô do crime foi ouvido e afirmou que não foi o mandante. Agora, o delegado aguarda o resultado da perícia nas imagens de segurança do local para saber se mais gente participou do crime no posto de combustíveis.

Crime - O caso aconteceu em um posto de combustíveis, na Avenida Duque de Caxias com a Rua Brasil Central. No local, a perícia encontrou 20 cápsulas deflagradas e uma intacta. O atirador estava em um Honda Civic e efetuou 20 disparos, 15 contra Diego. 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions