A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018

07/09/2016 11:06

Ao som de “Fora, Temer” e caixão, Grito dos Excluídos faz protesto

Aline dos Santos e Adriano Fernandes
Participantes passaram pela rua com grito de Fora,Temer. (Foto: Marcos Ermínio)Participantes passaram pela rua com grito de "Fora,Temer". (Foto: Marcos Ermínio)
Grupo levou caixão para sepultar democracia. (Foto: Marcos Ermínio)Grupo levou caixão para sepultar democracia. (Foto: Marcos Ermínio)

Com brado de “Fora, Temer”, o Grito dos Excluídos reuniu 600 pessoas na rua 14 de Julho na manhã desta quarta-feira (dia 7), em Campo Grande. Tradicionalmente realizado após o desfile em comemoração à Independência do Brasil, o ato também foi, mais uma vez, ignorado pelas autoridades, que se dispersam do palanque com o fim da programação oficial.

O movimento reuniu representantes de sindicatos, entidades, indígenas, negros e partido político. “Essa união dos movimentos é porque temos o mesmo objetivo de chamar atenção das autoridades para desenvolver políticas públicas paras as categorias que representamos”, afirma Romilda Pisani, integrante do grupo TEZ (Trabalho e Estudo Zumbi).

O protesto levou um caixão com a inscrição democracia. Os cartazes pediam a saída do presidente Michel Temer (PMDB) e questionavam o impeachment de Dilma Rousseff (PT).

O grupo se concentrou na esquina da avenida Mato Grosso com a rua 14 de Julho. Durante o percurso, teve até ingresso de um defensor do juiz Sérgio Moro, que levava faixa em apoio ao magistrado. Moro ganhou projeção com a operação Lava Jato. De acordo com a PM (Polícia Militar), o desfile teve público de 20 mil pessoas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions