ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Apesar do receio, atenção para alunos convence pais na volta às aulas

Desaviados, alguns pais levaram os filhos para o colégio mesmo ainda não sendo a vez deles

Por Nyelder Rodrigues e Cristiano Arruda | 26/07/2021 08:22
Volta às aulas acontece em toda rede municipal nessa segunda-feira (Foto: Henrique Kawaminami)
Volta às aulas acontece em toda rede municipal nessa segunda-feira (Foto: Henrique Kawaminami)

Recreio e aulas de educação física cancelados, entrada ocorrendo em horário diferente do usual e saída uma hora antes das tradicionais 11h para quem estuda de manhã e 17h para quem estuda à tarde. Assim, com todo cuidado para evitar aglomerações e garantir a biossegurança é que as crianças estão retornando às escolas.

No maior colégio da Reme (Rede Municipal de Ensino) campo-grandense, Padre Tomaz Ghirardelli, o retorno dos alunos para a sala de aula nessa manhã de segunda-feira (26) ocorre bastante organizado, com a direção recebendo pessoalmente os alunos na porta.

Entre os pais, o momento é um misto de confiança de que o retorno será benéfico para as crianças, melhorando o aprendizado, mas ainda permanece o receio de problemas por causa da pandemia de covid-19, que segue com números altos.

Elina Batista, de 52 anos, foi à escola levar o filho de 11 anos, aluno do 7º ano, e confessou estar feliz com o retorno dele para a sala de aula, apesar do receio existente com a pandemia de covid-19, ainda em alta.

"Eu trabalhava meio período, mas precisei sair por que ele precisava de atenção nesse período de aulas remotas. Contratei até uma professora para praticar com ele, ajudar. Acredito que com esse retorno o aluno vai aprender mais e vai poder explorar mais tudo o que o professor tem a ensinar para ele", frisa a mãe.

Rosimeire de Souza Teixeira, de 34 anos, levou a enteada, aluna do 6º ano, para a escola, e confessou ter também receio devido a pandemia e ela estar no grupo de risco. "Não vacinei ainda porque quando abriu minha faixa etária e a do meu marido estávamos gripados e não podíamos tomar a vacina", diz a responsável pela aluna.

Ela ainda completa afirmando que as aulas presenciais serão boas para a menina. "Em casa a gente acaba ficando na correria do dia a dia e acabamos nos atrapalhando na hora de ensinar na apostila. Aqui o professor dará atenção que ela precisa".

Marcos voltou para casa com a filha, já que ainda não era período para o retorno dela (Foto: Henrique Kawaminami)
Marcos voltou para casa com a filha, já que ainda não era período para o retorno dela (Foto: Henrique Kawaminami)

"Os alunos vão ficar aqui das 7h às 10h. Educação física e recreio estão suspensos, mas é muito bom receber eles novamente", diz a diretora Clarisse Cassol, completando estar ansiosa e feliz com o retorno das aulas presenciais.

Volta, mas para casa - Contando com aproximadamente 2,5 mil alunos, a escola não vai receber todos na primeira semana, havendo um revezamento de turmas. Por ora, apenas os alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental voltam à sala de aula.

O cronograma da Semed (Secretaria Municipal de Educação) indicava o retorno de todas as séries nessa segunda-feira, obedecendo critérios de revezamento de turma e escalonamento de horários. Contudo cada escola pode alterar conforme a necessidade esse cronograma, sendo essencial os pais procurarem a escola para se informar.

Ainda assim, houve desavisados que levaram os filhos na Tomas Ghiraldelli sem ser a vez deles retornarem para ao ensino presencial. É o caso do gari Marcos Ramos, de 39 anos, que levbou os três filhos para a aula e teve que retornar com a filha mais nova para casa, já que ela está apenas no quarto ano.

"Acabei não me atentando e ela vai para casa essa semana. Mas na próxima volta. Eu estou um pouco apreensivo, por que eles ficaram quase um ano e meio sem aulas presenciais. Porém, acredito que o retorno veio em boa hora, até porque lá em casa nos já vacinamos e acreditamos que a vacina veio em boa hora, vai ser melhor para eles", comenta.

Marcos não foi o único segundo a diretora. "Além disso, aqueles que não assinaram o terno presencial ou remoto para filhos também estão voltando para casa. Estão ficando aqui apenas os alunos que vieram sozinhos. Esses não vamos temos nem como faze-los retornar para casa", explica à reportagem Clarisse.

Rosemeire aprova retorno das aulas presenciais e levou filha para a escola hoje (Foto: Henrique Kawaminami)
Rosemeire aprova retorno das aulas presenciais e levou filha para a escola hoje (Foto: Henrique Kawaminami)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário